7 de setembro de 2015

7 DE SETEMBRO DE 1822*


Vou contar um fato que ocorreu comigo em 1822, estava eu cagando à margens do rio Ipiranga quando chegou um sujeito com um papel higiênico dizendo que era de Portugal, comprovei que era mesmo português, pois estava cheio de palavras escritas no papel, então passei o papel para o meu amigo de cagança, Pedrinho Amigo de Cagança, ele leu o papel e após o termino da leitura soltou um sonoro grito "Independência ou Morte", assustei mais com os relinchos das mulas e a euforia dos soldados que estavam do outro lado da moita do que com esse grito do Pedrinho Amigo de Cagança. Foi assim que ocorreu a Independência de uma merda, mas nos livros de História colocam um sujeito em cima de um cavalo rodeado de outros sujeitos perto de um riacho gritando "Independência ou Morte" tornando esse nosso país livre das dependências de Portugal, mas tudo bem, só plagiaram o grito do meu amigo que não teve tempo de registrar o grito e ganhar dinheiro com os direitos autorais, agora estou aqui para dizer que estou feliz de ter vocês lendo um pouco da minha história.

*Esta história criei para um personagem de um futuro livro. Tudo pode ter realmente acontecido ou alguns fatos podem ser ficcionais, tudo depende de um pouco de estudo da história do nosso país. Bom 7 de setembro para todos. A imagem é uma pintura de Pedro Américo que retrata quando o jovem Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon (para os brasileiros mais íntimos Dom Pedro I e para os portugueses mais íntimos Pedro IV). 

Um comentário:

  1. Um VIVA a nossa independência!!!
    Beijos Arthur, boa semana a ti!!!

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir