30 de junho de 2015

200º POST (COISAS DE ARTHUR CLARO)

Assuntos Aleatórios é uma das Coisas de Arthur Claro, essa tag é como eu defino tudo que eu quero compartilhar com vocês leitores, ela é autoexplicativa, não tem mistérios. Quero agradecer a todos vocês que visitam com uma frequência esse meu humilde blog, vou deixar o links das postagens que estão no top das mais visitadas desse humilde blog.

1º LUGAR: FELIZ PÁSCOA (Não entendo por ela ser tão visitada, pois ela é simplória e não tem nada demais);

2º LUGAR: ENTREVISTA NEM TÃO SÉRIA (Ela é a entrevista que deu mais ibope, puderá a pessoa entrevistada tem um blog que já faz sucesso);

3º LUGAR: AMOR (É uma poesia de minha autoria que fala do sentimento mais lindo que podemos sentir);

4º LUGAR: FLORES (É outra poesia da minha autoria, sobre as flores);

5º LUGAR: TEXTO PARA MULHERES (É um post que fiz para homenagear as mulheres);

6º LUGAR: CRIATURA MALIGNA (É outra poesia da minha autoria, essa foi a última que postei aqui e já agradou os leitores);

7º LUGAR: ARTHUR CLARO = PORÉM ≠ (É um post que fiz sem criatividade nenhuma de um desenho que fiz);

8º LUGAR: SWEET GIRL (É outra poesia da minha autoria que é sobre uma doce garota);

9º LUGAR: OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 3 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER (É uma parte do conto que comecei a escrever recentemente, vale a pena ler desde o começo).

Foram linkados os 9 posts que tem a maior visitas, mas quero que vocês visitem os outros 190 posts e que continuem vendo o que eu posto aqui, se alguém tiver alguma sugestão de post pode dizer nos comentários, pois eu quero fazer algo que agrade vocês. Beijos e abraços para todos.

29 de junho de 2015

MENINOS E MENINAS


Na sexta-feira (26/06) o mundo recebeu uma bomba vinda dos EUA, não é uma bomba que mata as pessoas e nem aquela doce que é vendida em padarias, mas foi uma bomba, pois causou muita insatisfação em algumas pessoas que possuem pensamentos preconceituosos a respeito de qualquer ser humano, agora mudando o termo de bomba para notícia, é que foi noticiado que a Suprema Corte do país liberou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, isso mesmo os homossexuais poderão se casar naquele país aonde eu não tenho muita simpatia, mas eu aplaudi e ainda tiro o chapéu para esse ato. Esse post é para reforça o que eu deixei registrado no meu Facebook no mesmo dia que vi essa notícia utilizando uma ferramenta para colocar o arco-íris na sua foto de perfil, disponibilizada pelo próprio Facebook, escrevi uma pequena frase no meu mural que é mais ou menos assim: "Amor vincit omnia... Quero dizer que eu aceito a liberdade de amar, seja o amor hetero, homo e bi (sexual)" e também coloquei a música título desse post, pois ela é uma das muitas que eu gosto da Legião Urbana e por final coloquei uma imagem de uma radiografia aonde duas pessoas se beijando (a imagem tá ai no final desse post) e agora deixo aqui registrado esse apoio que sempre tive pelo amor livre aonde podemos amar pessoas de sexos iguais, eu não acho ruim dizer eu te amo para ninguém, pois quando eu amo a pessoa não vejo se ela é do mesmo sexo que eu ou diferente, eu digo que eu amo meu melhor amigo Thiago (não estava bêbado quando digo). Aos leitores do meu blog quero deixar a música da Legião Urbana e a imagem como prometido.



AMOR VINCIT OMNIA

26 de junho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 7 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER

Já que o galo cacarejou e os sinos da igreja dobraram avisando o começo de um novo dia, foi assim que escutou os sons a jovem Lilian acordou sorrindo, pois ela estava mais um dia viva e também porque na noite anterior tinha tido a sua estreia nas relações sexuais com o seu namoradinho, ela gostou tanto que a partir de agora não quer mais parar de fazer. O Padre Jorge levantou-se da privada e percebeu que havia algo estranho, pois havia sangue em suas fezes, ele ficou atônito com que viu. Carlos já estava acordado bem antes de o galo cacarejar e os sinos dobrarem, ele tinha perdido o sono, após Dona Odette levantar, ela foi ferver a água para fazer café, a cidade estava acordando e se movimentando, porém mesmo assim é Domingo. Marcela estava com cara de apaixonada quando foi acordada do sono de olhos abertos pela a sua mãe gritando para pedir um favor. O dia de Domingo começou agitado e só durou pouco, pois como todo Domingo começa a ficar sem graça depois que acordamos, pois o dia seguinte é Segunda-Feira e todos tem que retomar a rotina e fazer suas obrigações, então me desculpem por não relatar mais nada o que ocorreu nesse dia, pois não tem mais nada para contar desse dia, então aguardem o dia seguinte que pode ser melhor que esse.

Novos personagens? Talvez, mas quem sabe eles continuem ou eles podem serem meramente coadjuvantes para cobrir o espaço de personagens principais quando estes não aparecem.

25 de junho de 2015

CRIATURA MALIGNA


Bebê de proveta mata mãe no hospital...
Como? Quando? Quem?
Um pequeno feto cometeu um homicídio...
Não é possível! Desde quando isso pode acontece?
Esse é o mistério que assombra a cidade
Médico que presenciou a cena relata abismado...
O cadáver será levado para o cemitério agora...
O marido da vítima chora copiosamente sem cessar.
No momento do ato o bebê estava na seringa quieto
Quando foi introduzi na mãe ele agiu ligeiramente
Em poucos minutos a vítima estava já sem batimentos
O pequeno feto será preso ou pagará sua liberdade?
Peço às autoridades que julguem com firmeza esse ato
Dentro de algumas semanas o julgamento será feito
Os advogados de acusação e de defesa se preparam
O júri será popular e o meritíssimo juiz será o melhor
Como tudo nesse país demora o julgamento não foi diferente
Passado exatamente treze anos o julgamento aconteceu
O réu compareceu todo pomposo no terno de linho
Seu advogado seguindo igualmente o mesmo traje
O advogado de defesa apareceu sozinho
Seu cliente (pai do réu) não quis comparecer
A audiência começou e alguns palavrões surgiram
Exaltação de ambos os advogados presentes
O meritíssimo juiz gritava incansavelmente “ORDEM”
Em poucos segundos estavam todos mudos e inertes
Quando de repente surgi da porta ao fundo um corpo
Uma bela donzela alva nua, seios tesos e sexo apetitoso
Os cabelos bem alisados, os olhos castanhos e a boca rubra
De passos lentos e charmosos caminhou até o meritíssimo juiz
Empinou a sua bunda sensualmente deixando os presentes eufóricos
Parecia uma utopia que todos os presentes presenciavam
Quem? Como? Quando? Aonde?
Os agentes da TV começaram gagos a noticiar o fato
Em casa as pessoas que assistiam seu deleite televisivo foram interrompidos
Puta que pariu cadê a explicação dessa aparição?
Desgraçado quem está omitindo essa informação
Canalha e sem vergonha quem interrompeu a programação
Desculpe leitores mais a poesia acaba aqui nesse momento
Para mais informações leiam novamente a poesia
Se ainda ficarem bravos leiam uma coisa mais interessante
Beijos para as mulheres, abraços para os homens e para os homossexuais o que decidirem...
Foi bom escrever para os deleites de vocês meus nobres leitores


Arthur Claro

Essa poesia foi criada sobre uma notícia fictícia que criei na mente, mas essa poesia eu quis fazer um alerta sobre o risco de fazer aborto, mas cabe a vocês leitores me dizerem se eu consegui transmitir essa ideia. A imagem é meramente ilustrativa, pois eu não achei interessante colocar imagem de um feto abortado.

24 de junho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 6 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER - 3ª PARTE

Já estava marcando no relógio da igreja 22 horas e começou a badalar o sino, o Padre Jorge estava no seu quarto passando a batina que usará na missa logo cedo no Domingo, Sebastião e a nossa personagem já estão se satisfazendo, Jeremias e Karolina estão pelados deitados coladinhos assistindo um filme na TV, Marcela conversa sobre a cantada mal feita horas atrás de Jailson com a sua mãe, as duas riem e ficam assim sem tocar no motivo da volta da Marcela sem avisar antes. A nossa personagem acaba o serviço com Sebastião e chega perto do sobrinho dele que parece não estar a vontade de receber a boca macia da nossa personagem em seu membro, nisso Sebastião diz:
- Para de frescura, muleque. Você tem que gostar de mulheres.
- Mas, tio eu gosto de mulheres como amigas e de homens como amantes, saiba que eu fiquei mais excitado te vendo pelado, do que ela te chupando (respondeu o jovem Bruno).
- Você só pode estar de brincadeira com a minha cara, uma mulher linda como ela, ela é mais excitante que eu, eu sou um velho, calvo, barrigudo e com um pau murcho (retruca Sebastião).
Depois dessa conversa familiar, Sebastião se veste, paga o que deve para a nossa personagem , sai sem olhar para o rosto de Bruno, a nossa personagem guarda o dinheiro e vai tomar um banho para relaxar um pouco, quem sabe seja surpreendida por Jeremias.

Homossexualidade não é crime, mas ser contra ele é e não pode ficar impune, pois todos somos seres humanos não importando qual é a nossa atração sexual e/ou emocional. Não podemos forçar ninguém a gostar de algo que não gosta. A nossa personagem esta realmente amando Jeremias, mas será que Marcela vai contar para a mãe sobre o que acontecia e o que aconteceu? Karolina vai engravidar novamente de Jeremias e dessa vez vai tentar não perder? Aguardem...

23 de junho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 6 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER - 2ª PARTE

Já é 12:15, quando a nossa personagem entra no restaurante da Dona Odette, Marcela sai correndo ao encontro da amiga, abraça-a e já arrasta a nossa personagem para uma mesa afastada para as duas almoçarem juntas e conversar sem ser incomodadas, logo que sentam entra um sujeito maltrapilho e visualmente embriagado dizendo:
-  Recito agora uma poesia para as duas lindas mulheres desse recinto.
As duas dão risada disfarçadamente e então o ébrio começa a recitar:

Deleite Romântico Ornando Grandes Amores Sinceros
Milésimos de segundo sem você são eternos
Andarilhos indo ao encontro do coração
Caminho de diversos atalhos para chegar
O tempo não conto mais para não surtar
Não sei se viverei com a sua ausência
Hoje pode ser assim, mas amanhã pior
As nossas vidas se completam
....

Ele acaba de recitar e sai do restaurante antes que Marcela ofereça um prato em agradecimento da poesia, ela e a nossa personagem continuam conversando e comendo. Karolina tem mãos boas também para cozinhar, pois ela fez um almoço profissional para ela e para Jeremias, ele comeu com gosto e até lambeu Karolina, digo o prato, os dois parecia um lindo casal, mas é uma pena os dois serem primos e ele estar apaixonado pela a nossa personagem, isso deixa Karolina triste e enciumada, mas ela ainda assim se entrega aos braços do primo, até ele realmente escolher com quem ele quer ficar.
É 3 horas da tarde, a nossa personagem e Marcela estão deitadas na cama e ainda conversam, pois as duas estavam há muito tempo sem se ver, Marcela tinha viajado até a cidade de um canalha que tinha prometido dar uma vida de princesa a ela, mas chegando lá foi que o conto de fadas virou história de terror, pois ela era abusada sexualmente diariamente pelo canalha e um grupo de amigos nojentos, ela tinha que ficar dormindo dentro de uma jaula minúscula e pelada, então foi que ela conseguiu escapar, foi até o quarto do canalha e pegou o revólver que estava no criado-mudo, ela sorrateiramente ela chega na sala aonde o canalha e os amigos parvos estavam jogando pôquer, ela dispara 4 tiros e mata todos  os presentes, foi isso que ela contou para a nossa personagem até chegar a hora que chegou na casa da nossa personagem, algumas horas depois de ficarem conversando deu um fome nas duas que resolveram fazer um café e comerem bolo para continuarem a colocar o papo em dia, enquanto a nossa personagem esquentava a água para o café, Marcela ia na padaria buscar o bolo, foi ai que Sebastião bateu na porta da casa da nossa personagem, ela o atende e diz para ele voltar às 22 horas, pois ela já tinha clientes antes dele, ele então diz que voltaria e traria um sobrinho, ele iria pagar dobrado o programa, Marcela retorna toda sorridente, então ela confidência outra coisa para a nossa personagem, que após a fuga e depois das humilhações, ela pegou um nojo dos homens e agora gosta e quer só se relacionar com mulheres, a nossa personagem consente e não julga a opção da amiga, porém aconselha ela esperar um pouco para contar a mãe, pois nunca se sabe como será a reação dela.

"A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena", Karolina tem essa frase em mente e tenta controlar a sua raiva.

22 de junho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 6 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Jeremias dormia no sofá, quando Karolina se aproxima e o acorda, dizendo que eles estão sozinhos, pois os pais dele tinham ido até a cidade Santa Tereza de Sião* fazer um passeio e aproveitar o fim de semana, Jeremias então agarra a prima e dá um beijo bem demorado com direito a acariciar todo o corpo dela, enquanto a nossa personagem dorme profundamente, pois ela queria dormir até sentir vontade de fazer xixi, ela só não contava com o retorno da sua amiga Marcela que voltará de viagem parando bem em frente da casa da nossa personagem e já foi batendo na porta, foi então que um grito lá de dentro surgiu:
- SEJA QUEM FOR, VOLTE MAIS TARDE.
Mesmo contrariada Marcela dá meia volta e caminha até o restaurante da sua mãe, no caminho Jailson chega perto dela e diz:
- Avisa a sua mãe que na hora do almoço, eu irei dar uma comida nela.
Marcela dá uma risada desse gracejo, a Dona Odette escuta e sai do restaurante e retruca:
- Como que pode ser tão tolo e dizer tanta besteira para a minha filha?
- Eu só queria dizer que iria almoçar no seu excelentíssimo restaurante (responde Jailson todo sem graça).
Na casa dos pais de Jeremias, ele e Karolina estão tomando café, relembrando outros fatos da infância. As horas foram passando até que falta exatamente 5 minutos para meio-dia, a nossa personagem sai da cama, ela esta bem animada, pois a sua calcinha esta úmida e os biquinhos dos seios eretos, na certa sonhará com Jeremias, ela teria que pedir desculpas pra ele por não dizer o seu nome e ver uma forma dele não descobrir a profissão dela e nem frequentar a casa dela a noite.

* A cidade é fictícia.
O dia não acabou, mas só começou e as dúvidas também, A nossa personagem precisa de ajuda, será que ela vai conseguir acabar com as dúvidas?

19 de junho de 2015

RAUL - A HISTÓRIA DE UM APELIDO

Não sei se vocês se lembram de quando falei que ia fazer um post explicando meu apelido criado e adotado por mim mesmo? Falo dele nesse link -> MEU AMIGO RAUL - SYLVIO PASSOS Mesmo não tendo muito apelo para explicar, vou explicar por falta de criatividade para criar um conteúdo mais interessante para postar.

Há um tempo atrás tava procurando um apelido que as pessoas pudessem me chamar, pois não tinha nenhum até então, somente o apelido de infância que é Tuly (não vou contar a história da origem desse, pois não me lembro) e esse apelido não dá para ser usado numa pessoa que nasceu no ano de 1986 (faça as contas e descubra a minha idade atual) e então comecei a pensar, tava começando a ler o livro "O Mundo dos Vampiros" de Ariani Dissenha e Daniel Pontes (vejam esse post 10 LIVROS QUE JÁ LI E QUE GOSTEI DE TER LIDO) e aí resolvi criar um nome vampírico e ai tive a genial criatividade batendo na minha cabeça e veio o apelido/pseudônimo que iria adotar nas minhas poesias, o apelido é Raul Skyller (se pronuncia isquiler), ai então pedi para alguns amigos me chamarem de Raul, desde então eles me chamam. Agora explicando o porque de Raul Skyller, como disse no post da música Meu Amigo Raul, se ler Raul de trás pra frente forma a palavra Luar, Skyller é um neologismo que criei juntando as palavras inglesas Sky (céu) e Killer (assassino) e então temos o pseudônimo Luar do Céu Assassino. Que fique bem claro, eu não sou assassino e nem vampiro. Agora que expliquei meu apelido/pseudônimo podem me chamar de Raul se sentirem vontade. 

17 de junho de 2015

DELEITE ROMÂNTICO ORNANDO GRANDES AMORES SINCEROS

Milésimos de segundo sem você são eternos
Andarilhos indo ao encontro do coração
Caminho de diversos atalhos para chegar
O tempo não conto mais para não surtar
Não sei se viverei com a sua ausência
Hoje pode ser assim, mas amanhã pior
As nossas vidas se completam

Loucos corações que improvisam um romantismo
Sinceras palavras são armazenadas no nosso inconsciente
Diariamente te amo incondicional sem reclamar

Escolho as mais belas flores para te entregar
Crianças no parque se divertem sem preocupações
Seu carinho é muito bom e acolhedor
Temo não ter mais a sua companhia
Amor que é eterno não se acaba de repente
Sim aos poucos e vai se amenizando e agonizando
Yellow Submarine é a música que nos faz bailar

Campos de flores é o nosso horizonte que flertamos
Rio límpido e cristalino é aonde se banhamos
Alva tez que me deixa apaixonado
Castanhos olhos que querem ficar vermelhos
Kilômetros e mais kilômetros longe de você não quero ficar

Há um amor escondido dentro de nós
Esperança de um romance duradouro
Romântico e doce encontro se une nesse momento
Os mais diferentes sentimentos eu já senti
Índios fazendo festa pra comemorar o amor
Ninguém sabe como se perde um amor verdadeiro
Assim me acostumei a te perder

Cansei de procurar a solução
Ouvi meu coração que me mostrou o caminho
Carícias na nuca e palavras amigas me conforta
Amigos verdadeiros são escassos e os falsos são inúmeros
Impossível é viver sem nenhuma companhia
Na vida se ganha e se perde muito rápido que nem notamos
Amor será que ainda existe amor? Se existir me mostre

Arthur Claro

Essa poesia foi criada sobre as drogas, sim acho que não deu para perceber né? Desculpa, mas eu falei sobre as drogas nessa poesia, não uso drogas e não faço apologia ao uso. A poesia é toda romântica, mas eu quis dizer sobre as drogas. Dica: Leia com calma. Dica 2: A imagem ajuda a entender a dica anterior.

DREAMER - OZZY OSBOURNE

Uma música suave para se ouvir e relaxar nessa quarta-feira.



16 de junho de 2015

ACORDA AMOR - CHICO BUARQUE

Uma música para se refletir.


"Se eu demorar uns meses convém às vezes você sofrer
Mas depois de um ano eu não vindo ponha roupa de domingo e pode me esquecer"

"Chame o ladrão"

Essa música é uma das letras que Chico Buarque fez falando sobre a Ditadura. Escolhi essa música para compartilhar um pouco das músicas que não canso de ouvir e também para dizer que este é o 190º post desse humilde blog. Foi uma brincadeira que fiz sem querer ofender ninguém, só quero que reflitam essa letra dela e vejam que esse passado não pode ser nosso presente e nem nosso futuro, também não pode ser esquecido.

15 de junho de 2015

15 DE JUNHO DE 1962

Alguém sabe o que aconteceu nesse dia? Eu também não sabia até pesquisar no Google e ver que o estado Acre, foi elevado a condição de estado nessa data, isso exatamente 53 anos ele é considerado estado brasileiro, pois no princípio do século XX ele era domínio da Bolívia. Sim ele existe e tem pessoas morando lá, se ele não existisse não apareceria nos mapas que fiz muito em folha de papel vegetal e decorei a sua capital, eu praticamente tenho guardado na mente a capital da maioria dos estados brasileiros e algumas capitais de outros países, mas hoje o post é somente para não passar em branco como a capital desse estado que é Rio Branco. Desculpem pela piada. Achei alguns pontos turísticos interessantes para se conhecer na cidade de Rio Branco.

- Palácio Rio Branco - Sede do Governo do Estado do Acre;

- Novo Mercado Velho - É um prédio comercial;

- Calçadão da Gameleira - É aonde acontece a maior parte do entretenimento da cidade;

- Passarela Joaquim Macedo - É uma via de ciclistas e pedestres que liga a cidade;

- Sítio Histórico Quixadá - Foi uma sede do seringal na Era da Borracha.

Não conheço pessoalmente (ainda) estes pontos que disse, tive a ajuda do site TripAdvisor Brasil e o Google para achar relatos do que era cada um desses pontos. Não fui remunerado para fazer propaganda de nada, só quis compartilhar essa curiosidade que encontrei e dizer que eu tenho vontade de conhecer mais o Acre do que sair do Brasil. Sinto vontade de conhecer todos os estados brasileiros e até a capital Brasília.


12 de junho de 2015

EDUARDO E MÔNICA - LEGIÃO URBANA - COMERCIAL DA VIVO

Essa música é uma das todas que eu gosto da banda Legião Urbana, mas sempre ouvia e imaginava as cenas descritas pela voz do Renato Russo, até que a Telefonia VIVO fez um comercial para promover a marca e ilustrar a música, eu confesso que quem criou esse comercial fez um trabalho excelente, pois colocou tudo que eu imaginava quando escutava a música, esse comercial não é desse ano, só não me lembro de quando que é, mas como a maioria das letras do Renato Russo é atemporal, esse comercial também é atemporal. Falei muito e quero desejar um FELIZ DIA DOS NAMORADOS para todos os casais e não casais, pois eu já passei pelas duas situações e então não vamos desanimar se não tivermos alguém nesse dia, pois ainda poderemos ter. Um beijo e um abraço para todos, agora fiquem com o comercial.

11 de junho de 2015

TEMPO INERTE


O relógio faz seu tic-tac sem cansar
O namorado beija sua amada sem parar
O pássaro cantando alegremente quando voa
O céu fica límpido para ser admirado
E eu poeta posso ficar apaixonado?
Disse o jovem leitor que parece estar à toa

A borboleta repousou na bela flor
A paixão cura qualquer mau e dor
A saudades que sinto quando não te vejo
A verdade sempre junta dos amantes
Desculpe poeta não quero entregar a ela diamantes
Espantado o leitor revida um desejo

O encontro no parque para muito se amar
A garota de saia indiana é de se embasbacar
O garoto trás um belo ramalhete de rosas
As bocas se beijam lascivas e freneticamente
E um amor nasce para ser lembrado eternamente
Deleitando o leitor fica observando garotas formosas

A paixão pega qualquer um quando menos espera
O coração dispara e parece uma fera
A paciência é a virtude que temos que possuir
O compreendido faz de tudo para ter liberdade
Desculpe poeta novamente mais tenho que ter sinceridade?

E preciso deixa ela e as amigas sozinhas sair?

Arthur Claro

Essa poesia foi criada sobre a simplicidade da vida, o amor deixa o tempo inerte.

10 de junho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 5 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Já que ontem foi tão pacato o dia, hoje amanheceu animador, pois a nossa personagem já não esconde o que sente por Jeremias, pois ela fica sonhando acordada com o moço da capital que foi gentil nas primeiras linha dessa história, ele foi tão respeitador em não questionar nada que a nossa personagem contou e o que não contou, isso a cativou e fez ela querer se entregar nos braços dele.
Depois desse devaneio todo já são 18 horas da tarde, quando Jeremias bate na porta da casa da nossa personagem, ele trazia nas mãos trêmulas uma folha de caderno com alguns versos escritos e uma rosa vermelha, a nossa personagem atende a porta vestida numa bela blusinha preta decotada e uma saia curta também preta, os dois ficaram trocando olhares paralisados e mudos por alguns instantes, enquanto os dois estão parados, vou aproveitar e fazer algumas notificações:
  • A pacata cidade interiorana é fictícia, possui um nome, mas não irei revelar agora;
  • A cidade grande (capital) não é nenhuma específica do Brasil;
  • A casa da nossa personagem não possui campainha;
  • O ano que se passa na história não é definido pelo motivo de eu não saber se escrevia sobre o tempo passado ou atual.
Voltando para a história, a nossa personagem solta um suspiro e diz:
- Que felicidade, meu sonho se realizou.
- Sonho? Eu sempre fui realidade, basta você me querer, mas não aceito devoluções (respondeu Jeremias contente por ver que o amor era recíproco).
Depois desse breve diálogo, os dois se beijaram como se não houvesse amanhã e ficaram assim até por volta da meia-noite, pois ele não queria preocupar os pais e nem a prima Karolina.

O amor recíproco transformou o sonho em realidade, mas nem sempre a realidade é como na ficção e vice-versa.

9 de junho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 4 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER

Já era 8 horas da manhã quando a 
nossa personagem acordou assustada, pois tinha tido um sonho estranho. Jeremias estava sendo acariciado pelas mãos macias de Karolina, ela acariciava o pênis dele que já estava duro, ele abre os olhos e vê a mais bela imagem da manhã, sua prima amante fazendo carinho em seu pênis, ele então ordena para que ela chupe e depois que sente com gosto, ela mais que imediatamente obedece as ordens, eles ficam transando loucamente, ela geme baixinho para não levantar suspeitas dos tios. A nossa personagem esta agora sentada na privada gelada urinando e pensando no que iria fazer durante o dia até chegar a hora de encontrar Jeremias, também pensava de como iria omitir que era uma profissional do sexo oral da cidade inteira, ela acaba de urinar, limpa com cuidado sua vagina, coloca a calcinha e lava as mãos, agora ela vai fazer um café para desjejuar, cada um tem o seu desjejum que merece, alguns acordam com surpresa e outros com susto. Enquanto esses fatos estão acontecendo temos uma pessoa de viagem que não vê a hora de retornar e reencontrar a nossa personagem, essa pessoa pode ser especial para a história, pois trará alguns momentos de descontração na história.

Esse dia foi tão normal que não teve muita coisa para ser contado, mas o que vale é esperar sempre pelo dia seguinte. Que amanhã seja melhor que hoje.

8 de junho de 2015

ENTREVISTA NEM TÃO SÉRIA


ARTHUR CLARO: A complexidade te deixa mais simples ou a simplicidade te deixa mais complexa?


LILLY: A simplicidade me deixa mais complexa (risos).


ARTHUR CLARO: Se em Recife nevasse, você esquiaria?


LILLY: Não, pois não gosto de esportes, sou do time dos Sedentarismo Esportivo Total.



ARTHUR CLARO: Qual post do seu blog, você gostaria que fosse matéria em um jornal? 

LILLY: Eu gostaria que fosse o post que eu fiz do coletor menstrual*, pois eu gostaria que mais mulheres conhecesse o produto e quem sabe aderir o uso.

ARTHUR CLARO: Você usa rascunho de papel?

LILLY: Sim, pois tenho preguiça usar o bloco de notas do pc.

ARTHUR CLARO: Você já usou roupa íntima de outra pessoa?

LILLY: Sim, de uma amiga minha, pois tomamos chuva e eu tava sem muda de roupa.

ARTHUR CLARO: Por que você criou o blog? E porque a escolha desse nome?

LILLY: Eu criei o blog, pois queria interagir com as pessoas e compartilhar as coisas que gosto. O motivo do nome é auto-explicativo, pois o meu blog é simplesmente eu.

ARTHUR CLARO: Você já falou na frente de um ventilador e achou que a sua voz ficou igual de um robô?

LILLY: (Risos) Acho que todo mundo já fez isso, eu não fujo a regra. (Risos).

ARTHUR CLARO: Se você encontrasse uma pessoa famosa que você admira, o que você faria?

LILLY: Eu pediria ele em casamento, para ele poder vir morar aqui no Brasil.

ARTHUR CLARO: Se Silva é o sobrenome mais comum do Brasil, você se considera parente de todas as pessoas que possuem esse sobrenome?

LILLY: (Risos), Gostei da pergunta, mas eu não me considero parente de todas essas pessoas.

ARTHUR CLARO: Você tem alguma sugestão de post para o meu blog?

LILLY: Sim, gostaria que você postasse contos eróticos, pois gosto de ler seus contos.

Esse post foi criado de improviso, as perguntas são totalmente nada haver com uma entrevista normal. A entrevistada é a Lilly do blog Simplesmente Lilly. Eu e ela sentamos num "bar" chamado Facebook e eu fiz essas perguntas e ela respondeu, espero que vocês gostem desse nosso post.

Veja também o post que fiz sobre a Parceria 3

4 de junho de 2015

NÃO TEM NOME ESSA POESIA


Eu para te conquistar de tudo faço
Uso roupa de bailarina e até de palhaço
Compro rosas e chocolates para te presentear
Poesias românticas escrevo sempre que puder
Você me enfeitiçou fazendo eu te amar quando você quiser
Numa praça ou numa praia te levo pra passear

O nosso amor tem que ser grande que nem o espaço
Um belo presente que te entrego vem com um enorme laço
A bela blusa que fiz com carinho e amor no velho tear
Quando você sentir vontade de expressar pode dizer
Romance lindo que nunca vou me esquecer
Numa noite bela e romântica com você quero cear

Um retrato seu fiz com um firme e perfeito traço
Sinto seu perfume delicioso perfeitamente num abraço
Verdadeiro amor é inteiro e não adianta mear
Os minutos ao seu lado nenhum quero perder
Seu lábio rubro eu não quero de jeito nenhum ceder

Um abraço caloroso para afastar de esse grande gear

Arthur Claro

Essa poesia foi criada sobre o amor, que já nasceu sem nome e eu então escolhi esse nome e então o nome dela é esse e não quero sugestão de nomes.

3 de junho de 2015

MEU AMIGO RAUL - SYLVIO PASSOS

Essa música Sylvio Passos fez para o seu amigo e ídolo Raul Seixas, ele usou a base da ideia da música Meu Amigo Pedro do Raulzito. Eu quando ouvi pela primeira vez senti que essa música que parecia comigo, tenho um pouco da maluquez do Raulzito, eu há um tempo adotei o apelido Raul por adorar Luar (se lido de trás pra frente uma palavra forma a outra e vice-versa) e também por gostar de Raul Seixas, mas a influência é mais no Luar. Escutem a música e digam o que acham dela e se tiver um apelo forte, faço um post contando melhor o meu apelido.


2 de junho de 2015

HILÁRIO - ALEXANDRE NERO


O ator Alexandre Nero também é cantor, eu virei fã dele depois que ouvi as músicas dele, essa é uma das músicas que escuto sem enjoar, quem quiser pode procurar no Youtube as músicas dele que vale a pena ouvir.

1 de junho de 2015

UMA BOA REFLEXÃO


Uma boa reflexão para se fazer numa segunda-feira, que começa um novo mês. Me faltou criatividade para criar um post.