12 de março de 2015

MARÍLIA



Aqui nasce uma poesia
Mente úbere faz surgir uma nova cria
Falar de uma garota sem sentir amor
Um sorriso que encanta toda vez que vejo
Palavras tenho que escrever sem demonstrar desejo
O namorado dela é que tenho temor

Flores de palavras te entrego pressentindo perigo
Uma amizade sincera quero ter contigo
Perguntei o nome dela e sorridente disse Marília
Olhos brilhantes flertam o breve futuro
Mais um nome coloca no seu coração puro
Aqui jaz uma poesia

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para nenhuma Marília em especial, foi mais inspirada na Marília de Dirceu que era a musa do poeta brasileiro do Arcadismo Tomás Antônio de Gonzaga, um dos poetas que eu tomei como "professor" na arte de escrever poesias. 

3 comentários:

  1. Mais uma linda poesia Arthur!!! Como sempre!...
    Bjus mil

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Linda,
    mas cuidado amigo!!!!!!
    Acho que vc está apaixonado pela namorada do seu amigo!!!!!rsrsrsr
    Muito bom,amigo poeta, é brincadeira,ta?
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  3. E aí Arthur, tudo bem? Prazer conhecer seu blog man!
    E que belas palavras, parabéns!

    ResponderExcluir