30 de outubro de 2014

MINHA AMADA


Minha amada não sei se me ama
Entrego-te a bela flor do doloroso espinho
Quero te ver nua na esplendorosa cama
Para te fazer o mais prazeroso e íntimo carinho
Descontrolada tu estás por causa da quente flama
Após o prazer vou seguir meu caminho
Não é por maldade e sim por amor
Os pensamentos íntimos me fazem sentir um temor

Minha amada merece ser tratada como uma dama
Toda noite passo a te esperar sozinho
Quero te namorar na frágil e verde grama
Pássaros voando veremos voltar ao ninho
Delicados pés são os teus que não quero que pise na lama
Agradável e doce sorveremos é esse vinho
Nesse frio não quero te ver cheia de tremor
Ouvirás várias palavras de amor

Minha amada não faça drama
Transamos loucamente e agora você espera um bebezinho
Quero te ver sorrir para provar que me ama
Procuremos nomes para o nosso filhinho
Dependerá do sexo para um nome se aclama
Alguns nomes vêm na cabeça e todo é bonitinho
Nasceu a doce criança que nós os pais vamos encher de amor
O mais querido presente que ganhamos do nosso SENHOR

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para mostrar o meu lado romântico, a poesia não é para nenhuma mulher em especial na minha vida.

28 de outubro de 2014

FALTA DE CRIATIVIDADE, GERA...


Eu pensei em alguns posts, pesquisei imagens no Google, assisti vídeos no Youtube, rabisquei um caderno que tenho sempre por perto para tentar esvaziar a mente para ver se surgia alguma ideia, lembrei que tinha essa tirinha com falas em russo na minha pasta pessoal do pc, então comecei a pensar o que poderia ser traduzido, outro dilema, mas foi esse o resultado, me desculpem pela falta de criatividade.

23 de outubro de 2014

SWEET GIRL


Seringas jogadas no canto desse quarto escuro
Vários Jack Daniels foram ingeridos na noite passada
Transou loucamente encostada no muro
Beijou outra garota e chamou de amada
Rosto angelical e sorriso tímido puro
A sangria escorre da menina apaixonada
Uma breve brisa bate a sua boca
Heroína deixou a sua cabeça mais oca

Quinze anos estará amanhã completando
Cabelos rubros se movimentam pelo vento
Idiota a sua face fica quando está pensando
Mulher ou homem é seu recente tormento
Distraída pela rua ela esta nua andando
Jovem em fase de “crescimento”
Graciosa é a sua imagem pela manhã
Estonteante e alegre se sentindo a campeã

Lábios de mel provocante e inocente
Felicidade é o que ela precisa ter
Nervosa ela esta novamente
Olhos cheios de lágrimas de tanto se entristecer
Perdoe meu leitor por ter essa mente
Xícara de chá de cogumelo estou a sorver
Zombei para poder me expressar
Kiss in your ass my dear

Arthur Claro

Essa poesia foi criada sobre uma doce garota que criei na imaginação, mas para compor essa poesia utilizei todas as letras do alfabeto.

16 de outubro de 2014

COISAS DE AEDO


Escrevendo poesias para a sua distração nas horas vagas
Um livro senil de poesias com certeza pode ter pragas
Palavras rimando com outras em uma seqüência
Alguns poetas escrevem com rimas perfeitas
Outros já escrevem sem rimas e são aceitas
A poesia para ser feita tem que ter paciência

Poesias românticas, poesias de morte e até poesias para protestar
Um poeta não para um minuto de pensar
Motes diversos para compor suas criações
Noites e dias passam e o poeta cria uma nova
Alguns poetas já estão deitados na cova
Uma perfeita poesia é aquela que tiramos várias conclusões

Musas inspiradoras reais e criadas de úberes mentes
As poesias são como flores começam como sementes
Aos poucos vão aparecendo as palavras fantásticas
Oh adorável leitor que poesia te agrada
Será aquela que o poeta escreveu para sua amada
Ou aquela que esta cheia de características

Temporal de palavras que saem com vontade de ser expressa
Tenha calma para escrever e o pior defeito e ter pressa
Acontecimento no seu cotidiano é bom para se colocar no papel
Um fato fictício também ajuda parecer real nesse mundo
Falar bem sobre todas as pessoas e até do vagabundo
Só cuidado para não ser taxado de pastel

Arthur Claro

Essa poesia foi criada explicando como crio as minhas poesias e como me inspiro para escrever, mas sempre uso o fator de improviso.

9 de outubro de 2014

AMANTE REBELDE TRISTE HUMILDE ÚBERE RARO


As estrelas brilham no céu límpido dessa admirável noite
Muitas noites se passaram mais nenhuma é igual a essa
A graciosa lua iluminava o leito de grama que você repousa
Nítidos são os desenhos que as estrelas desenham no céu
Teus olhos castanhos flertam amorosamente as estrelas
Estas criações divinas são de admirar sem enfastiar

Repousado sonhando acordado com a sua amante
Estrelas brilhem para iluminar esse amante apaixonado
Bebida doce para se aquecer desse frio noturno
Em pensamentos longínquos faz uma lágrima escorre a tua face
Lágrimas tristes das lembranças de um passado tenebroso
Doença mordaz está acabando com esse jovem poeta
Em poucos minutos ele descansa em paz nesse leito macio da grama

Teus olhos castanhos que flertavam a sua amante com amor
Resolvia alguns problemas dos seus amigos com compreensão
Inventava novas situações para a felicidade de todos
Se transformava em coisa qualquer para ajudar o próximo
Tão grande era seu coração que abrigava todos que ao seu redor vivia
Emocionados estão seus amigos agora por causa da sua partida

Havia um sonho que ele não conseguiu concluir e permanecerá sem acontecer
Uma palavra amiga todos gostavam de ouvir da sua singela boca
Melhores brincadeiras para alegrar os amigos tristes
Invisível para a família ele parecia ser e só ouvia broncas
Louco é que todos diziam para ele quando começava a brincar
Desapontamentos na sua vida era pouco agora que ele se foi
Ele adorava seu mundo interior e odiava um país idiota

Últimas palavras antes de partir foram “Saio dessa vida com amor”
Bucólico e solitário se foi sem que ninguém ouvisse essas palavras
Estranho que não havia evidencias do que ele morreu
Ridículo é pensar que poderia ser que ele se suicidou sem marcas
Especular um assassinato sem evidencias de tiro também é errado

Raios do Sol vinham aparecendo quando sua amada apareceu
A menina olhou o corpo e se colocou a chorar com muita tristeza
Raras eram as lágrimas que caíram no corpo que começou a corar

O jovem poeta tinha apenas morrido de saudades da sua amada

Arthur Claro

Essa poesia foi criada utilizando as iniciais do meu nome e combinando algumas das minhas características e também alguns elementos que gosto. Não foi para me exaltar e sim para refletir o que às vezes eu vejo.

7 de outubro de 2014

PARCERIA

Há uns dias atrás estava vendo meu e-mail pessoal para ver se tinha algum e-mail sobre o trabalho de que tenho que apresentar, mas não tinha (infelizmente), mas tinha um e-mail que não esperava receber, era um e-mail que propunha uma parceria com esse humilde blog, nossa como fiquei feliz com isso, entrei em contato com o remetente do e-mail e então passamos um tempo conversando e combinando as estratégias de como iriamos divulgar um o blog do outro. Agora apresento para vocês o GustavoInfol (CLIQUE AQUI). O blog dele possui vários temas que ele aborda sem medo de ser feliz, o Gustavo (proprietário do blog) tem uma loja virtual de camisetas personalizadas ao gosto do cliente (visitem AQUI). Espero ter conseguido divulgar o blog dele, visitem o blog dele e a loja, mas também não esqueçam de continuar me visitando.



2 de outubro de 2014

OTÁRIO ESPERTO


O vento violento transgrediu meu pensamento
Tormento com lamento me faz se sentir um jumento
Aumento de nascimento preciso fazer um levantamento
Reaproveitamento de um temperamento do grande sentimento
Invento um novo esquecimento do simples momento
Oferecimento de um lento e prazeroso agradecimento

Entendimento do ciumento que vive no velamento
Sepultamento do comportamento na hora do amamento
Preaquecimento de temperamento do novo lançamento
Estiramento do talento grandioso do descascamento
Requerimento do pagamento de um grande ajeitamento
Tratamento do aleitamento tem que ter um grande agitamento
Orçamento do assentamento rural de um povo em movimento

Arthur Claro

Essa poesia foi criada na brincadeira de usar as palavras terminadas em "ento" e rima-las em cada verso, mas acha é que eu quero saber se você leitor é um Otário Esperto ou um Esperto Otário, digo isso depois você ler e antes também, como você se apresenta conforme a vida acontece.