28 de dezembro de 2017

TUDO


Aonde nada é bem-vindo
Nada fica de fora
Nada preenche o vazio
O nada é essencial
Nada muda de repente
Agora você inverte o nada por tudo

Arthur Claro

Essa poesia foi criada sobre tudo e foi criada meio que sem querer com a proposta de ser uma poesia com jogos de palavras e brincar. Esta é a última poesia do ano e acho que encerrei bem o ano com uma poesia divertida. As imagens foram retiradas do Google.

Um comentário:

  1. Interessante. Você é uma pessoa criativa.
    Bom final de semana.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir