14 de abril de 2016

CEM PALAVRAS


Eu não estou ficando louco
É você que está lendo pouco
Minhas poesias estão esgotadas
Não consigo escrever mais
Tudo que escrevi agora pra mim são banais
Por isso quer serão eliminadas

Não construo mais poesias belas
Tenho vontade de aparecer nas telas
Sei que não sou um grande ator
Mas gostaria de ser um renomado comediante
Para ver sorrisos brilhosos como um diamante
Gostaria também poder andar de carro sem motor

Enquanto não sou comediante espero
Estou com dúvida se quero
Se faço rir ou ensino
Pois prefiro lecionar literatura
Sou fascinado por cultura
Essas decisões serão meu destino

Arthur Claro


Essa poesia foi criada com cem palavras e sem muita criatividade, quem quiser pode contar as palavras e verá que existe as cem palavras. A imagem é meramente ilustrativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário