31 de agosto de 2015

ANGELI

Um cartunista brasileiro que tem desenhos ótimos que eu tenho grande admiração, ele faz charges sobre tudo, aonde ele faz humor em forma de desenhos, parece algo infantil? Talvez, mas os desenhos dele é de conteúdo adulto, mas também fazendo alguma crítica sobre algo que esta acontecendo no dia-a-dia. Não vou ficar aqui babando ovo pra ele, mas já fiz três posts (no final tem o link dos posts) utilizando estes desenhos dele, mas o que quero fazer com este post é homenagear ele no dia do seu aniversário, quero desejar meus parabéns pra ele (mesmo que ele não tenha como ver esta minha humilde homenagem) e também deixar o trailer do filme que ele produz juntando alguns dos personagens dele e contando uma história muito louca baseada em Sexo, Orégano e Rock n' Roll, vale a pena assistir o filme.


Parabéns mestre e que você continue com ideias boas sempre.



28 de agosto de 2015

SÓ OS LOUCOS SABEM - CHARLIE BROWN JR

Uma música que só os loucos sabem, é só mais um post sem tanta criatividade e uma música para se ouvir para relaxar. 


27 de agosto de 2015

NOVOS HORIZONTES


Já presenciei um belo pôr-do-sol pela janela
Borboletas sobrevoando pela a rosa mais bela
Jovens casais se divertem na tranquila praça
Beijos apaixonados dos românticos amantes
Janela aberta vendo o céu de estrelas brilhantes
Bilhete apaixonado pra deixar minha amada sem graça

Juventude apaixonada faz loucuras de amor
Brigas e discussões podem até trazer dor
Juntos com muito carinho não haverá sofrimento
Beleza pode ser fundamental e sinceridade é mais
Jangada ou barquinho eu vejo aportado no cais
Baile à fantasia que dançamos não sai do meu pensamento

João-de-barro faz sua casa todo feliz
Beija-flor se refresca no chafariz
Julieta não gosta de ficar sem Romeu um só segundo
Brumas atrapalhando a minha visão
Jasmim a flor que irei entregar para a minha paixão

Bela amante por você pararia o meu mundo

Arthur Claro

Essa poesia foi criada a pedidos de uma colega que queria que eu fizesse uma poesia com as iniciais do nome dela, o tema era livre, porém tinha que usar as iniciais dela. Achei essa imagem no Google e sim as asas dessa borboleta são transparentes.

26 de agosto de 2015

3 FILMES DE MACAULAY CULKIN QUE GOSTO

Esqueceram de Mim (1990) - Uma família de Chicago planeja passar o Natal em Paris. Porém, em meio às confusões da viagem, um dos filhos, Kevin (Macaulay Culkin), acaba esquecido em casa. O garoto de apenas oito anos é obrigado a se virar sozinho e defender a casa de dois insistentes ladrões.


Meu Primeiro Amor (1991) - Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky), uma garota de 11 anos, é obcecada com a morte, pois sua mãe morreu e seu pai Harry Sultenfuss (Dan Aykroyd), é um agente funerário que não lhe dá a devida atenção. Vada é apaixonada por Jake Bixler (Griffin Dunne), seu professor de inglês, e no verão faz parte de uma classe de poesia só para impressioná-lo. Paralelamente é muito amiga de Thomas J. Sennett (Macaulay Culkin), um garoto que é alérgico a tudo. Quando Harry contrata Shelly DeVoto (Jamie Lee Curtis), uma maquiadora para os funerais, e se apaixona por ela, Vada se sente ultrajada e quer fazer qualquer coisa para separar os dois.


Riquinho (1994) - Riquinho Rico (Macaulay Culkin) é o menino mais rico do mundo, mas apesar de amar e ser amado por seus pais, Ricardo Rico (Edward Herrmann) e Regina Rico (Christine Ebersole), ele não é totalmente feliz, pois que jogar baseball com algumas crianças. Quando seus pais desaparecem após o avião deles cair no Triângulo das Bermudas. Riqunho supeita que Lawrence Van Dogh (John Larroquette), um executivo das Indústrias Rico, seja o responsável por este "acidente", pois planeja assumir o controle de todas as empresas Rico, Mas com a ajuda de Hebert A. R Cadbury (Jonathan Hyde), seu fiel mordomo, o Professor Keenbean (Michael McShane), um excêntrico cientista, e alguns amigos da sua idade, Riquinho faz um plano para combater o maléfico esquema de Van Dogh e salvar seus pais.


Peço desculpas pelos trailers serem em inglês, pois não achei nenhum dublado, estes filmes são os que eu mais gosto do aniversariante do dia, sim hoje o Macaulay Culkin esta completando 35 anos de vida. Eu falei só destes filmes, pois foram os únicos que eu assisti dele. E é isso aí um post homenageando um ator que fez parte da minha infância nos idos de 1990. As sinopses que coloquei foram retiradas do site Adoro Cinemas e o trailers do Youtube, não estou ganhando por falar dos filmes e nem dos sites que me ajudaram indiretamente a fazer esse post.

20 de agosto de 2015

BELEZA DE SENTIMENTOS SINCEROS



Seu jeito meigo me conquistou desde o princípio
A voz suave e amedrontada me fez sentir útil novamente
Não vou te deixar cair nesse desconhecido precipício
Eu sempre que possível te tratarei bem e cuidadosamente
Nos encontramos numa noite taciturna de puro ócio
De algum modo irei te deixar viver sempre alegremente
Não quero se preocupar e pensar quando será o fim
Sem querer você se tornou importante para mim

Sua carência me faz te comparar com uma gata no cio
Desculpas pela comparação que surgiu da minha mente
Sempre que você precisar pode me pedir um abraço macio
Até se possível te darei um beijo candente
Quem sabe um dia poderemos nadar juntos num rio
Acho que na noite que nos conhecemos passou uma estrela cadente
Quando ela passou acho que um pedido foi feito sim
Sempre que precisar é só me avisar que esta a fim

Como uma droga forte pra você me tornei um vício
Sei que não pedi pra você usar moderadamente
Essa é mais uma de tantas poesias que crio
Todas as poesias que faço surgem de repente
Não quero que você se sinta só nas noites de frio
Sempre imagine uma chama que te esquente
Imagino que seu perfume natural seja igual de jasmim
As flores que plantei pra você eram todas do meu jardim

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para uma pessoa que passou na minha vida e eu fiz o papel de anjo da guarda dela (além do mais esse é um dos papéis que desempenho nas horas vagas), não tenho mais contato com essa pessoa, mas espero que ela esteja bem melhor.

19 de agosto de 2015

JUNGE - DIE ÄRZTE

Conheci essa música procurando músicas novas com base de pesquisas de bandas alemãs no Wikipédia, gostei da sonoridade e da letra bem interessante, mas o clipe achei um pouco controverso, pode ser que eu não consegui compreender direito a mensagem do clipe, mas o que vale é que estou compartilhando uma música que eu gosto com vocês. Vou deixar a tradução da música logo abaixo do clipe.

Filho, por que você aprendeu nada?
Veja o Dieter (Dieter)
Ele tem até um um carro (carro).
Por que você não vai na oficina do Tio Werner?
Ele lhe dará um emprego.
Se você pedir!
Filho (Filho)...
... e a sua aparência,
Buracos nas calças,
e esse barulho insuportavel.
(O que os vizinhos dirão?)
E ainda por cima estes cabelos,
me faltam as palavras
Você tem que pinta-los
(O que os vizinhos dirão?)
Você nunca vem para casa.
Nós não sabemos o que fazer.
Filho, não parta o coração da sua mãe.
Ainda não é tarde demais.
Para você se matricular na universidade.
Você tinha antigamente um interesse tão grande por animais!
Isto não seria algo para você?
Um próprio consultório
Filho (filho)...
... e esta sua imagem novamente,
Buracos no nariz,
e esse som insuportàvel.
(o que os vizinhos vao dizer?)
Guitarra elètrica e sempre a mesma mùsica,
que ninguèm quer ouvir.
(o que os vizinhos vao dizer?)
Você nunca vem pra casa
é horrivel lidar com você,
Nòs vamos deserdà-lo.
(o que a receita irà dizer?)
Quando tudo isso irà acabar?
Isso nos amedronta.
E você era uma criança tão doce.
E você era uma criança tão doce.
E você era uma criança tão doce.
Você era tão doce...
... e sempre estes seus amigos,
Vocês todos usam todo tipo de drogas,
E sempre este barulho
(O que os vizinho vão dizer?)
Pense no seu futuro.
Pense no seus pais.
Você quer que a gente morra?

Caso alguém compreenda o clipe e queira me explicar, vou agradecer de mais, muito obrigado antecipados.

18 de agosto de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 19 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER



Já estou cansado de escrever e não ter uma finalidade, acho que vou encerrar aqui essa babaquice que comecei.
Estou enlouquecendo por ficar dissertando sobre as vidas que não são minhas, infelizmente, mas sinto que houve pessoas que tiveram prazer e quase um orgasmo por conhecer essas vidas, vidas de pessoas que não me conhecem, mas eu sei quem são elas profundamente, conheço elas por dentro (sim estou falando dos órgãos internos e também da personalidade) e por fora, digo a sua pele e suas características físicas.
Vou parar de observa estas criaturas, para que elas sigam seus caminhos sozinhas.

Sorria, não desanime, nem tudo acabou, só o capítulo, ficou confuso este capítulo releia-o ou espere mais alguns dias para compreender. A imagem é meramente ilustrativa.

17 de agosto de 2015

CUECAS E CALCINHAS - ALEXANDRE NERO

Novamente trago uma música do ator e cantor Alexandre Nero, a letra da música linda e o clipe então é bem criativo como a letra.


Para quem não viu a primeira música que compartilhei delE, vejam aqui -> HILÁRIO - ALEXANDRE NERO

14 de agosto de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 18 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Jandira e Padre Jorge estão conversando tão animados parecendo até um casal, mas não muito longe dali Jenniffer e Tomás estão no estoque transando loucamente, enquanto Seu Paulo esta atendendo os clientes. Jeremias e Karolina caminhavam na praça e novamente a velha mendiga vai ao encontro dos dois e começa a dizer:
- Meu jovem, cuidado, a vida pode te surpreender, pois ela pode começar a terminar e terminar de começar.
A velha se afasta sem dizer mais nada, Jeremias olha para Karolina com a cara de interrogação, não diz nada, mas ela diz:
- Fique calmo, eu não estou grávida de você e de ninguém, mas não sei se pode ser que a sua namoradinha esteja.
- Impossível prima, eu e Anna não transamos, ainda, pois ela sempre desconversa quando quero algo que beijos.
- Nossa, ainda bem que comigo, é só eu querer e já tenho você pronto para saciar o meu tesão e vice-versa. Não é querido primo?
- É sim, mas eu queria poder ouvir ela me pedindo para fazê-la gozar.
Karolina fecha a cara de ciúmes e uma vontade de matar passa por sua cabeça. Voltando um pouco na conversa do Padre Jorge e Jandira, eles ainda estão conversando, foi então que Jandira olha nos olhos do Padre e vice-versa quando menos se espera os dois estão se beijando loucamente, esse fato aconteceu por eles estarem realmente apaixonados faz tempo, mas estavam com medo de se entregarem a esse desejo, depois do beijo os dois combinam de só se amarem quando tiverem realmente sozinhos e se segurarem para não transparecer que estão um caso. A nossa personagem esta conversando com Marcela quando foram surpreendidas pela aproximação de Bruna, isso faz que Marcela abra um sorriso, sinal que esta apaixonada, a nossa personagem estava voltando para casa quando a velha mendiga se aproxima dela e começa olhar a nossa personagem de cima até embaixo, abre im sorriso e olha novamente de cima até embaixo, novamente sorri e diz:
- Minha querida, sempre sonho com você, mas até hoje não tinha te visto além dos meus sonhos, quero te pedir para lavar as mãos sempre.
Mesmo sem entender o que a anciã diz, a nossa personagem balança a cabeça em sinal afirmativo e dizendo que vai fazer isso sem dúvidas. Agora cada uma vai para o seu caminho.

Diz uma lenda que a mulher do padre é a mula-sem-cabeça, então vamos ter que avisar os cidadãos de Aimoré do Sul tomarem cuidado com a Jandira. Este capítulo foi mais apaixonado até agora quem sabe venha um mais cheio de terror. A imagem é meramente ilustrativa.

13 de agosto de 2015

AS ÚLCERAS QUE ME MATAM AOS POUCOS?


O meu sangue sai na minha urina com angústia
Meus braços estão inchados de tão podres
O meu pensante cérebro está com problemas
Rim, estômago, fígado e olhos não têm recuperação
Tuberculose maldita que afetou minha jovem vida
Oito meses de vida assim que vivo vegetativo

Eutanásia sim, por favor não me deixe sofrer
Ser mais um morto vivo não quero
Câncer, vírus, bactéria e AIDS me ataquem
Recebo injeções pra uma insignificante cura
Impossibilitado de fazer o meu prazer
Tenho que aguentar até a minha hora chegar

O mundo lá fora é igual desde que tinha oito anos
Revoluções e guerras tudo igual sem nada mudar
As enfermeiras gostosas não me atentem
Mulheres feias de bigodes que cuidam de mim
A minha filha não chora por eu estar em coma
Nicotina, maconha, LSD e álcool por favor

Diagnóstico de melhora não vai ter tão cedo
O sol que entra na janela não me esquenta
Magrelo, sem dentes e careca é assim que estou
O som dos pássaros cantando a marcha fúnebre
Relógio fazendo seu tic tac sempre sem parar
Rebeliões de presídios são noticias no telejornal

Eu sou o morto escritor amando morre assim
As úlceras que me matam aos poucos?
Salada de frutas quero comer quando for à sobremesa
Sua calcinha mal lavada me intoxica a mente
Impostos para pagar e um lugar no cemitério
Meus amigos nada de lágrimas de remorso

A mente brilhante que fala pra vocês não é a minha
Seus ouvidos são depósitos de dejetos anais
Único amor que senti me machucou o coração
Linda garota que me traiu com meu próprio irmão
Carta de despedida escrita com gotas de sangue
Espermatozoides e óvulos se fundindo na proveta

Reles mortais não riam dessas escrituras
Anseio um dia chegar à Academia Brasileira de Letras
Sorrir com falta de dentes me deixa triste
Queijo fungado do Mar Báltico que me alimento
Um dia perfeito da vida desgraçada que não vivi
Entidade comercial da República Dominicana vou me exilar

Miséria de cada dia do povo brasileiro morando na rua
Excelentes ricos sorrindo nas capas de revistas
Meretriz juvenil que vende seu corpo recém desvirginado
Assassinatos de balas perdidas nas ruas do país tropical
Terapia de conjuntos de Rock n’ Roll no hospício

A verdade absoluta me disse uma história
Mil novecentos e oitenta e seis tu nasceste sem dentes
A criatura que tu era virou esse morto vivo de hoje
Os meus testículos são examinados na NASA
Soldado matando pra ser herói da sua pátria
Pequeno manguito que cresce dentro da vulva encardida

Orvalho que escorre das belas flores do jardim hospitalar
Unhas dos pés são cortadas com a tesoura cirúrgica
Critérios para escolher palavras pra escrever a poesia
O minuto que cansa é o que se perde na vontade de viver
Seja o que tem que ser para tudo acontecer
? Amigos leiam no meu sepulcro uma bela despedida

Arthur Claro

Essa poesia foi criada demonstrando os últimos momentos de um poeta, não sou eu este poeta, o ponto de interrogação na última linha é de propósito, sinalizando uma pergunta antes de fazer um pedido. A imagem foi retirada do Google.

12 de agosto de 2015

ARTE DO ABSURDO #03

Essa imagem me fez lembrar da música Bala Perdida do Gabriel O Pensador, abaixo deixo a música para ajuda a entender o motivo que lembrei.


10 de agosto de 2015

7 de agosto de 2015

DIA DOS PAIS

No domingo (09/08/2015) é realizado o dia dos pais aqui no Brasil e coincidentemente tem um fato que quero falar sobre um pai (não é do meu pai), ele é amado por todos os brasileiros (não estou falando de Deus), ele tem 10 filhos (não é do Mr. Catra que estou falando) e sim estou falando de Don Ramón Antonio Estebán Gómez de Valdés y Castillo ou mais conhecido por Seu Madruga, o fato que quero compartilhar é que ele nos deixou no dia 09/08/1988. Nossa grande coisa, deve ser que passou na cabeça de alguns que vieram ver esse post, mas eu só achei interessante ter essa coincidência e quis compartilhar com vocês, agora para homenagear todos os pais do mundo inteiro, vou deixar a música que a Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha fez em homenagem ao Don Ramón.


6 de agosto de 2015

ALUCINAÇÃO DE UM LOUCO


Não sei onde estou e nem para onde quero ir
Sonho acordado ou simplesmente pesadelo
Meu querido diário quem te ler sempre vai rir
Quero uma explicação pra tudo isso eu faço um apelo
Alguma hora o trem já vai partir
Mas já até cortei o cabelo
Todos os dias de manhã quero dizer “bom dia”
Quem nunca disse que o amor dentro do coração vivia

Tolice veio para me deixar sozinho
Caminhão de flores caiu na estrada da morte
Vem pra cá dragão me dar carinho
Vou apostar na Megasena para testar minha sorte
Quero voar de volta para o meu ninho
Desculpe mais não sei dizer que sou forte
Parece bobagem tudo que eu descrevi agora
Então levanto rápido e vou embora

Reescrevendo tudo sem pensar na sequela
Verdades de um mundo cheio de defeitos especiais
Não quero que tudo desça pela goela
Vamos tratar bem dos nossos amigos animais
Quero dizer que eu te amo pra ela
Na sobrevivência dos mais brutais

Arthur Claro

Essa poesia foi criada no intuito de mostrar uma alucinação, são palavras desconexas que tinham conexão na minha cabeça. A imagem é meramente ilustrativa dessa alucinação.

5 de agosto de 2015

NORMA JEANE MORTENSON

Há 53 anos atrás falecia em Los Angeles, Califórnia a pessoa que dá nome a esse post, ela fez 33 filmes na sua carreira, mas existe algumas teorias da sua morte, pois foi encontrado em seu corpo uma quantidade de hidrato de cloro e Nembutal, uma das teorias é que o seu amante tinha encomendado a morte dela por ciúmes, pois ela tinha traído ele com o irmão dele, a outra teoria que ela tinha se envolvido com a máfia e uma outra que ela tenha se suicidado por vontade própria. Eu sinceramente não sei qual é a correta e nem sei em qual acreditar, só sei que ela era uma das mulheres mais lindas da sua época e ainda é na minha opinião, eu coloco facilmente ela em primeiro lugar na minha lista de mulheres lindas (quem sabe eu faço um post de mulheres que acho linda), mas voltando um pouco a falar da pessoa que dá nome ao título, ele foi uma atriz memorável de filmes que tiveram ela participando, por incrível que pareça eu ainda não assisti nenhum filme dela, mas pretendo assistir o filme que vem na cabeça de muita gente (pelo menos na minha vem) quando cita o nome dela, o filme possui uma cena clássica e tem vários filmes posteriores que já imitaram essa cena, assim que eu assistir farei um post sobre esse filme que nada mais é que o filme "O Pecado mora ao lado". Espero que vocês tenham gostado desse post que fiz sobre a Marilyn Monroe, sim falei dela do título até o final dele, será que não ficou claro? Foi de propósito que dei o título desse post com o nome de batismo dela, também omiti o nome do presidente americano John F. Kennedy na teoria sobre a encomenda sobre a morte dela, também não falei do episódio que ela canta parabéns pro John F. Kennedy para aumentar o suspense. Mas agora para o post ficar completo vou deixar uma foto dela para este post ficar mais bonito.

4 de agosto de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 17 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Já não sei o que posso escrever, quero pedir a permissão para contar uma história de uma personagem, posso? Como não houve rejeição, vou contar a história de Marcela.

Nasceu nesse exato dia há 22 anos antes, sua mãe Dona Odette engravidará de um caminhoneiro que estava de passagem pela cidade, Marcela foi concebida na boleia do caminhão numa noite de abril, Dona Odette não era cozinheira na época, mas já tinha habilidades manuais que faziam muitos homens ficarem satisfeitos, o caminheiro nunca soube dessa gravidez e nem a Dona Odette sabe o nome real dele, pois ele se apresentou como Alcides do Carmo, ele partiu no dia seguinte sem que ninguém percebesse. Dona Odette depois de 9 meses teve a pequena Marcela que trouxe uma felicidade para os meses que foram tensos, se não fosse a ajuda do Senhor Eurides, não haveria Marcela nessa história, ele já era velho, mas tratava a pequena como filha legítima, o tempo passou e a pequena já esta uma mulher, sim ela está com um belo corpo, seios grandes e naturais como da mãe, a bunda mediana, pele morena, cabelos semi-ondulados, olhos castanhos claros, a boca média, ela esta muito linda hoje em dia, não foi a toa que cativará o canalha. Agora conto a história que eu não gostaria de contar. Era início da primavera há 2 anos antes, Marcela já possuía os atributos que citei anteriormente, ela estava no restaurante da sua mãe arrumando as mesas para o almoço, quando um homem aparentemente possuir seus 35 anos de idade, chegou tão misterioso, olhou nos olhos de Marcela e disse:
- Traga-me a cachaça mais porreta dessa cidade e também a especialidade do dia.
- Sim senhor, mais alguma coisa? (Respondeu Marcela também olhando nos olhos dele)
Ela trouxe primeiramente a aguardente em um copo, ele num só gole esvaziou o copo e já pediu outro, ela trouxe outro juntamente com o prato de baião de dois e um vidro de pimenta. Ele agradeceu apalpando a bunda dela que ficará um pouco sem graça, porém interessada, pois não havia homem naquela cidade que se mostrasse macho como ele. Meia hora depois de finalizar o prato, ele estava palitando os dentes com a faca, quando Marcela se aproximou dele com a conta e um pedaço de papel que estava escrito assim "Gostei desse seu jeito, quero que tenha uma sobremesa deliciosa como eu, se quiser venha me procurar as 15 horas da tarde".
O sujeito pagou e guardou o papel no bolso da camisa, agradeceu o almoço e piscou um olho para Marcela confirmando o combinado, ela sorriu disfarçadamente para que sua mãe não percebesse.
As horas passaram e finalmente chegou as 15 horas da tarde, o sujeito retornou ao restaurante e já foi procurando por Marcela, mas ela não estava lá, Dona Odette o atende dizendo que a filha disse que ele queria falar com ela, foi então que ele disse:
- Minha senhora, agradeço a sua comida, pois foi a melhor que comi na vida, se a senhora me permite quero me casar com a sua garçonete.
- Garçonete? A minha filha não é garçonete, ela só me ajuda a aqui e fico feliz por ter gostado da minha comida, a respeito de casar com ela, posso até permitir que vocês namorem, mas casar acho cedo para isso e aliás qual é seu nome?
- Perdoa-me, me chamo Euclides, sou da cidade de Serafim Dias*, vim visitar a cidade, pois fiquei sabendo desse famoso restaurante.
- Novamente obrigado pelos elogios, me chamo Odette e se quiser posso lhe servir uma xícara de café enquanto a minha filha não retorne.
Dona Odette serviu o café e nisso chega Marcela com a nossa personagem, surpreendendo Euclides, os três ficam conversando e se conhecendo, Marcela já estava caindo de amores por ele, ela queria muito estar nos braços dele, queria estar na cama com ele a pegando com força, mas ela se segurava para não transparecer esse desejo que já molhava a calcinha dela, foi então que a nossa personagem dá uma desculpa e sai deixando os dois sozinhos, ele então agarra Marcela e começa a beijá-la passando as mãos pelo corpo dela e ela retribui o beijo acariciando os cabelos dele, os dois já estão excitadíssimos. Os dias passaram e o casal estavam cada vez mais apaixonados e já tinham planos futuros, ela se sentia uma princesa e ele o príncipe, foi então que Euclides diz para Dona Odette que vai levar Marcela para conhecer os pais dele. Eles chegam na cidade dos sogros que é Hinalda Rabeco Feijó*, Marcela fica maravilhada, pois a cidade nada se parecia com Aimoré do Sul, pois ela era um pouco maior e tinha mais habitantes, o casal ficou se amando na cidade por 2 semanas e foi o tempo suficiente para que Marcela quisesse viver com Euclides, ela então retorna para Aimoré do Sul para pegar algumas roupas e partir para Serafim Dias ao encontro do amado, foi então que começou o terror, foi quando ela chegou em Serafim Dias que Euclides se transformou no canalha, ele rasgou a roupa dela, tacou fogo nas roupas da mala dela, aprisionou-a numa jaula, convidou os amigos para conhecerem a nova escrava.

Agora vocês conheceram a história de Marcela, o fim dela vocês já conhecem, mas o importante é preciso ressaltar é que o nome de Euclides só serviu para dar nome ao canalha, as duas cidades que coloquei o asterisco são também fictícias.

3 de agosto de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 16 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Jeremias e a nossa personagem estão passeando na praça, ele a beija com uma vontade e saudades dela, ela não recua e se entrega nos braço dele, casal lindo se amando, até que o Padre Jorge aparece caminhando de cabeça baixa, pois ainda esta um pouco preocupado com aconteceu outrora, o casal para de se beijar só por um instante, mas logo retornam parecendo que tinham ficado uma eternidade, Dona Odette sai na porta de seu restaurante e vê os pombinhos, abre um sorriso de aprovação, pois ela considera a nossa personagem como uma filha, as horas passam e não é que chegou o momento que a nossa personagem mais temia, mas ela já tinha refletido muito antes sobre isso, foi então que ela começou a dizer:
- Jeremias, eu estou te amando e não posso ficar sem te dizer...
- Não diga nada, também estou te amando e mesmo nem seu seu nome e quem precisa saber? Se o amor que sinto por você é pelo motivo de eu ter gostado de você desde a primeira vez que te vi.
- É justamente sobre isso que quero dizer, também me encantei por você na primeira vez que se vimos, mas quero dizer o meu nome, pois eu não disse por falta de coragem.
- Então diga-me minha amada.
- Jeremias, meu nome é Anna e também quero dizer que eu não trabalho, mas recebo uma pensão de morte de um velho que me adotou quando eu era apenas uma bebêzinha.
- Que lindo nome minha doce Anna, não se preocupe, não te julgarei por você receber essa pensão e nem por não trabalhar, eu te amo mesmo que você se tivesse qualquer outro nome e trabalhasse.

Foi assim que encerrou este dia e não o conto, mas será que esse amor será intenso depois dessas revelações bombásticas? Tomará que sim, pois eu como autor quero que o amor seja eterno enquanto dure. É você(leitor) já está cansado de ler esse conto? Caso estiver indico que leia Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis, que é uma das histórias que eu gosto. A imagem é meramente ilustrativa da Dona Odette, ela foi retirada do Google.