30 de julho de 2015

TUDO QUE JÁ VI E SENTI



O tempo nos ensina ver vários sentimentos
Vemos o amor nascer num pequeno gesto de carinho
Também vemos a dor em diversos lamentos
O ódio aparece sempre no nosso caminho
A compaixão não pode ter sofrimentos
Mesmo tristes não podemos se isolar no cantinho
Os amigos sinceros sempre estarão de braços abertos
Sempre terão os conselhos acolhedores e certos

O tempo é o senhor de toda a verdade
Amar um amigo não tem valor que pague a separação
Sofrer junto com o amigo é ter solidariedade
Guardar rancor de um inimigo pode destruir o coração
Sentir dó é um bom começo de uma amizade
A tristeza acolhida nos ombros é uma boa ação
Amigos unidos sempre existirá confiança
Compartilhando tudo sem perder a esperança

Tudo pode acontecer no tempo presente ou aconteceu no passado
O amor aconteceu, acontece e acontecerá nas nossas vidas
Podemos sofrer por termos se apaixonado
Odiamos por deixar as oportunidades serem perdidas
Compaixão é uma desculpa para termos se aproximado
As tristes lágrimas no ombro amigo são absorvidas
Copiando a música “Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito”
Para um Amigo são poucas opiniões que dizemos “não aceito”

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para eu me aconselhar, porém serve para aconselhar qualquer outra pessoa. A foto ilustra um velho aconselhando um garoto e é sim que eu me vi quando escrevi essa poesia.

29 de julho de 2015

NÃO TROCARIA UM SORVETE DE FLOCOS POR VOCÊ - SOULSTRIPPER

Uma música muito melosinha, mas o clipe é bem legal, os dois valem ser visto e ouvido.


Eu não trocaria um sorvete de flocos por você... iê iê

24 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 15 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Jeremias nem lembrava e nem tinha vontade de voltar para a capital, pois agora que reencontrou a prima e uma namorada que faziam ele ser feliz desde a hora que ele acorda até a hora que vai dormi, as duas não se conhecem (ainda) e a nossa personagem continua apaixonada por ele e fazendo seus serviços orais para os homens da pacata cidade, Dona Odette esta preparando a comida para servir no seu restaurante e Marcela esta ajudando, as horas passaram tão rápido que nem deu tempo de escrever, mas hoje o General esta de volta na casa da nossa personagem, ele vai ser o primeiro da noite, ele está todo eufórico, pois ele não aguentava de ansiedade de sentir os lábios dela no seu membro murcho.
Ele chegou na casa da nossa personagem pontualmente às 18 horas e foi recebido por ela vestindo um shorts minúsculo jeans e uma blusinha bem decotada preta que deixava a sua barriga à mostra, ela dá um beijo na bochecha do General que não esperava por esse ato, porém ficou animado, logo em seguida os dois já estão nus e no quarto se divertindo, meia hora depois ele tem um orgasmo tão intenso que parecia que ia morrer, mas para a sorte da nossa personagem ele não morreu, ele se veste paga o triplo do valor e vai embora, a nossa personagem guarda o dinheiro e já aparece um novo cliente na porta, ele mal entra já tira as calças e nem espera ela fechar a porta da casa, já vai mandando ela chupar, pois ele esta com pressa e quer gozar o mais rápido possível, ela então antes de começar o serviço diz que o preço vai ser maior por causa da urgência, ele nem dá ouvidos e diz mais nervoso ainda para ela parar de falar e começar, a nossa personagem começa a engolir o pênis do sujeito fazendo-o arrepiar todo os pelos do corpo, enquanto isso Jeremias estava conversando com os pais sobre a possível mudança e abandono da loja de jóias da Capital, mas o pai dele sugere que ele transfira a loja para a cidadezinha ou transfira de dono mantendo ela na Capital.

A nossa personagem e Karolina não se conhecem pessoalmente, mas uma sabe que a outra existe de tanto Jeremias falar de uma para a outra e vice-versa.

23 de julho de 2015

O MUNDO


O mundo é imundo
Um idiota quer aniquilar o mundo
Será que vamos viver num poço profundo?
Fazer guerra para obter paz?
Para limpar esse planeta o que se faz?
Não quero ler tão cedo à palavra “Jaz”
Quero aniquilar esse suíno capitalista
Odeio esse jeito dele ser nazista
Se eu matar ele não vou deixar pista
O mundo morreu
Um idiota a guerra venceu
Será que o nosso batalhão se rendeu?
Fazer novos protestos contra esse burguês
Para impor o nosso maravilhoso português
Não quero mais aprender esse ridículo inglês
Quero dançar sobre a sepultura do ignorante
Odeio confessa que amo o tal refrigerante
Se eu escrevo e protesto minha ira não sou um infante

Arthur Claro

Essa poesia foi criada demonstrando um pouco de amor que não sinto pelos EUA e o ex-presidente George W. Bush que estava no poder quando criei essa poesia.

22 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 14 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Juras e mais juras de amor são feitas pelo casal juvenil, acho que isso acontece pelo motivo que nenhum dos dois tinha namorado ninguém até o momento, mas isso é bom porque tudo na vida é um aprendizado e quem não arrisca no jogo acaba sendo atropelado. Mas vamos deixar um pouco de lado eles e relembrar que Jeremias, Karolina e a nossa personagem estão bem, só sumiram por um tempo da história, eles não foram viajar, eles só estão se passando como incógnitas, pois eu quis apresentar mais outras pessoas que podem ser interessante estar presente nesse conto, mas todos os personagens são principais e de importância para o conto, então fiquem calmos que tudo pode ser aproveitado na leitura, por isso aproveitem que o conto não está tão extenso e façam uma relida desde o começo (se quiserem). Dona Odette está na cozinha preparando mais um belo frango caipira que com toda certeza vai agradar os clientes, Marcela esta conversando com a sua nova amiga Bruna, as duas estão tendo uma boa sintonia, mas Marcela não esquece da amizade mais antiga que tem com a nossa personagem, Padre Jorge esta bem e não mais preocupado com tinha ocorrido outrora, vimos que a cidade continua tudo na mesma com poucas diferenças, mas nada é irrelevante. Uma coisa que posso dizer que o clima do dia está agradável, pois é verão e normalmente tem tudo para ser um dia muito quente que suamos até debaixo da língua, mas é um ótimo dia para quem quiser aproveitar a cachoeira e se refrescar, as meninas podem aproveitar para fazerem marcas de biquíni e os meninos podem aproveitar para ficarem babando ao ver as meninas se bronzeando. Acho que esse dia pode até inspirar algum poeta.

A ansiedade pode nos deixar um pouco cego, então mantenhamos a calma e fazer que essa leitura seja prazerosa. A imagem é meramente ilustrativa, pois eu achei no Google.

21 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 13 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER



Já está começando a surgir os primeiros raios de sol na pacata cidade, mas como é lindo ver esse amanhecer, é inspirador e emocionante, porém só quem o vê sabe disso. Esse dia tem tudo para ser bom, mas quem disse uma sexta-feira 13 pode ser só ruim? Então vamos aos personagens dessa parte da história. São eles o jovem casal enamorado Jenniffer e Tomás, sim só os dois, pode ser? Como ninguém opinou vou falar deles.

Jenniffer estava deitada desnuda sobre o peito de Tomás que também está sem roupas, os dois tinham selado o tratado do dia anterior com uma noite de sexo de vários jeitos, os dois gozaram loucamente a cada momento, Tomás não tinha mais força para se levantar, muito menos para tirar Jenniffer do seu peito, mas para complicar ele acorda com o pau ereto porém louco para mijar, mas como está sem força, o que ele vai fazer? Ele começa a chamar calmamente para não assustá-la, de leve beija a testa dela, mas ela nada de acordar, ele insisti mais um pouco, mas ainda sem sucesso e a vontade de mijar vai aumentando, até que sem poder controlar ele começa a mijar, mija na cama inteirinha e até em cima dela, nisso ela acorda muito brava e começa a berrar com ele. Depois desse desastre os dois ficaram sem se falar o resto do dia, só voltaram a se falar quando já era de noite e mesmo assim para trocaram um beijo de boa noite e que cada um iria dormir na sua casa. Jenniffer entra na sua casa e começa a se despir até chegar no banheiro, chegando lá completamente nua, senta na privada e faz um xixizinho ligeiro, então ela entra no chuveiro, deixa a água correr seu corpo inteiro sem pressa, ela vai aproveitando a água que não estava muito quente e vai relaxando depois de um dia de trabalho, enquanto Tomás esta no quarto dele pensando de como iria se redimir do acontecido. Após o banho Jenniffer fica deitada na cama somente com a toalha enrolada na cabeça pensando no ocorrido e que poderia desculpar o amado, pois ele não teve muita culpa, mas ele poderia ter segurado um pouco mais ou mesmo ter chamado com mais força e pouca delicadeza.

Esse dia foi assim um pouco contando a história do casal juvenil, só para poder dar mais um pouco de respiro para os personagens que estão afastados e jamais esquecidos.

20 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 12 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER



Jandira, estava lavando suas roupas quando ouviu um grito horripilante, quem será? O grito vinha da casa ao lado, era uma voz de uma mulher, era só Dona Odette gritando de medo ao ver um rato que sairá de trás do guarda-roupa. Um pouco depois já estava tudo calmo novamente, Marcela estava tomando banho quando foi interrompida com a queda de energia, a água que estava morna virou gelo em um instante, ela soltou um suspiro e até parecia ter tido um orgasmo. Jenniffer e Tomás estão se amando loucamente, eita amor lindo desses jovens, o Padre Jorge esta terminando de arrumar as hóstias, estava tudo calmo na cidade, era comum estar assim, a cidade era muito pacata, só fica mais animada no dia do aniversário da cidade ou quando o Padre Jorge faz festa para comemorar as festas religiosas, mas assim dependendo muito do santo, pois existe certo tipos de comemorações que são padrões da religião católica. Os pais de Jeremias estavam conversando entre si de uma forma de afastar novamente Jeremias de Karolina, pois eles sentiam que ela iria querer aplicar um golpe em Jeremias para poder ficar com a joalheria dele, então os dois estavam tentando arrumar uma desculpa para voltar para a cidade dela e nunca mais voltar. Jenniffer estava nos braços de Tomás e disse:
- Meu amor, você me faz ter calor e frio ao mesmo tempo. Estou te amando como nunca amei e nunca fui amada, você me promete uma coisa?
- Eu também te amo, mas que tipo de promessa que você quer que eu faça?
- Quero que você prometa se eu morrer antes de você, você se mata logo depois de mim?
- Nossa minha querida, esse pedido é um pouco funesto, mas por amor posso conceder esse pedido.
- Então diga que promete!
- Eu prometo me matar logo depois que você morrer.
Depois dessa prova de amor, os dois se beijaram longamente sem parar para respirar.

Me desculpem a falta de conteúdo, mas é que para se improvisar um texto é preciso de criatividade e a minha deu uma sumida, mas em breve volta.

17 de julho de 2015

HINO DO SÃO PAULO VERSÃO ROCK

Para encerrar a semana Rock n' Roll nada melhor que ressaltar o meu time do coração de alegrias e tristezas (vejam o meu primeiro post aqui, que fala do meu time que é o São Paulo Futebol Clube). O Andreas Kisser (do Sepultura) é um dos guitarristas que eu admiro ver tocar a guitarra que não existe comparações fez uma versão do hino do nosso time do coração e agora compartilho com vocês. Caso você torça para algum time diferente do meu respeite o meu que eu respeito o seu, o que vale aqui é terminar a semana que criei sobre fazer posts sobre o Rock n' Roll.


O bom e o velho rock n' roll não morre.

16 de julho de 2015

PROCURA-SE UM NOME

Acordei e não levantei da cama
Olhei para o relógio sem preocupação
Já era tarde pra eu continuar vivendo
Que tédio não ter alguém pra dizer “Bom dia”
Levantei e andei até o banheiro e urinei
Cenas repetidas que todas as manhãs ainda vivo

“Que porre não tem nada na geladeira”
Vou ter que ir à padaria pra tomar café
“Por favor, um pingado e um pão com manteiga”
Comi, paguei e fui para a banca de jornal
Revistas, jornais e não sei o que comprar
Compro a revista do mês de pornografia

Estou de volta pra casa com aquele ar de tédio
Ascendo meu cigarro e vou folhear a revista
Que fotos maravilhosas e que mulheres lindas
De repente a campainha toca e vou atender
“Olá, como sempre pontual”
É minha paciente que eu sou o psicólogo dela

Seu semblante estava abatido que fiquei preocupado
Ela deitou no meu sofá e começou a discorrer o fato
As angústias e fúrias são todas libertadas sem temor
“Melhor você sumir, que tal você ficar aqui em casa”
Minha proposta súbita a deixou muda e inerte
Ela aceitou depois de uns minutos que nem sei quantos

Olho para o relógio e convido-a pra almoçar
Fomos para um restaurante aqui por perto
“Por favor, um refrigerante de dois litros bem gelado”
Comemos e conversamos quando de repente a vejo diferente
Acho que me apaixonei por ela e ela por mim
Toco seu rosto macio com os dedos e um beijo acontece

Um beijo que não teria um fim imediato
Depois disso pagamos a conta e voltamos pra minha casa
Antes fomos para a sua casa e ela pegou todas suas roupas
Pegou também tudo que ela conseguia e fomos pra minha casa
Chegamos em casa já em beijos sem parar um momento
“Onde estava esse nosso amor?”

Ela sorri e não para de me beijar um minuto
Paramos e começamos a conversa sobre esse romance
Decidimos oficializar daqui uma semana para todos
“Eu não sei por que demorei pra te amar”
Sorriso doce novamente ela dá pra me provoca
Pulamos e deitamos na minha cama

Ela então tira minha camiseta lentamente
Eu sem demora tiro a bela saia que ela vestia
Meu tronco não é musculoso, mas ela gosta
Sua bela calcinha é branca com algumas rendas
Vários beijos sem parar e não quero o fim
“Amor da minha vida daqui até a eternidade”

Arthur Claro

Essa poesia foi criada com esse nome mesmo, ela é uma descrição de um dia que criei na mente, é um eu não sendo eu, pois eu não fumo e nem sou psicólogo e então adicionei alguns diálogos para ficar mais engraçado ou interessante, deixei fluir a criatividade e fui escrevendo.

14 de julho de 2015

JOHN LENNON POR ARTHUR CLARO


Alguém sabe o motivo de eu colocar essa imagem no começo desse post? Esse é o local aonde acaba a história de John Winston Lennon, estranho começar assim né? Então eu só quero que todos saibam que eu conheci John Lennon depois que ele morreu, não foi pessoalmente infelizmente, pois ele foi morto antes de eu nascer, mas agora vou contar um pouco da vida dele sobre a minha visão de fã, não irei fazer uma biografia, porém posso fazer um breve retrato da vida dele que tenho conhecimentos adquiridos lendo os livros O Jovem Lennon (Vejam esse post 10 LIVROS QUE JÁ LI E QUE GOSTEI DE TER LIDO), um livro que a Editora Globo lançou sobre ele, os filmes que assisti que são, O Garoto de Liverpool, Lennon Naked e Capítulo 27 - O Assassinato de John Lennon. OK, essas referências podem ser poucas, mas pelo menos foram elas que fizeram eu gostar de John Lennon, foi com essas referências que eu conheci a vida dele e aonde deixei me influenciar por alguns ideais dele e pelo jeito que ele era. Para começar a falar de John Lennon é preciso dizer que ele nasceu no dia 9 de outubro de 1940, na cidade de Liverpool, seus pais eram separados, seu pai era marinheiro e sua mãe uma jovem dona de casa, o pequeno John viveu e cresceu aos cuidados da sua tia Mimi e do tio George. Em 1956 John monta a sua primeira banda a The Black Jacks Skiffle Group, a banda dura pouco com esse nome e no ano seguinte faz um show com o seu novo nome que é The Quarry Men Skiffle Group (nome da banda que faz referência a escola que os integrantes estudavam) na quermese de uma igreja, foi no intervalo de apresentações que John conheceu Paul McCartney, foi nesse dia que começou a amizade e a parceria de Lennon e McCartney que duraria até o fim da banda (não sei se acabou a amizade nesse momento, ou acabou de vez com a morte do John, não sei realmente quando acabou a amizade deles, só sei desse começo). Foi assim que os dois começaram a tocar juntos e já estavam gestando os The Beatles, Paul convidou George Harrisson para tocar junto, então com a formação John Lennon, Paul McCartney, Stu Sutcliffe, George Harrison e Pete Best a The Quarry Men Skiffle Group vira The Beatles, foram até Hamburgo (Alemanha) fazerem shows, foi então que Stu deixou a banda ficando na cidade aonde tinha conhecido uma garota e iria se casar com ela, na volta para Liverpool do grupo sem Stu ficaram sem baterista e ai que Ringo Starr entra na banda e Pete Best sai, pois ele mesmo não queria continuar fazendo música, agora com a formação John Lennon, Paul McCartney, George Harrisson e Ringo Starr a banda The Beatles fez e faz o sucesso pelo mundo inteiro. Foi em 1970 que Paul declara o fim da banda, pois no seu ponto de vista John estava disperso e que Yoko Ono estava atrapalhando a vida dos Beatles (não sei se houve essa acusação, mas para mim ela não é a causa da separação dos Beatles e nem que ela seja santa). Foram 5 tiros a queima roupa que silenciaram John Lennon no dia 8 de dezembro de 1980, o autor confesso dessa barbaridade é Mark David Chapman que dizia ser fã de John Lennon, ele confessou o crime e se entregou a polícia sem resistência. Pronto falei algumas coisas sobre a vida de John, ok não falei que ele foi casado com Cynthia Powell, desse casamento John teve Julian Lennon e que do casamento com Yoko, John teve Sean Ono Lennon.

Agora vou dizer o que lembro vagamente de como conheci John Lennon (não pessoalmente).

Acho que foi quando eu tinha 15 anos que comecei a gostar com mais ênfase do estilo musical Rock (vejam esse post ROCK N' ROLL), foi nessa época que adotei o estilo de se vestir que uso até hoje (camisetas pretas de banda ou não, calça jeans e All Star), tive cabelos compridos e agora estão curtos. Foi então nessa época que eu conheci as músicas e a vida de John Lennon, a partir daí me influenciei com as músicas e um pouco com os pensamentos filosóficos dele. Para finalizar eu poderia deixar  a música Imagine para homenagear John Lennon, pois tenho pra mim que ele escreveu a música como que quisesse que as pessoas se lembrassem dele toda vez que fosse tocada após ele morrer, mas ai seria muito clichê, também eu poderia colocar a música Happy Xmas (War is Over) que todo mundo escuta mesmo sem querer no Natal, tanto na versão dele como da cantora Simone, porém vou compartilhar a música que tem uma letra que é bem reflexiva e que demonstra o John Lennon que eu conheço e admiro.

13 de julho de 2015

DIA MUNDIAL DO ROCK


Hoje é o Dia Mundial do Rock, um estilo musical que tenho como gosto preferido entre outros, eu poderia listar algumas bandas de Rock que gosto, mas ai o post iria ficar enorme e eu poderia esquecer de alguma (certeza que ia esquecer), mas posso dizer que uma banda que pra mim faz parte da galeria das bandas que gosto é a Legião Urbana, ela pra mim está marcada na minha pele (tatuagem) e mente, é a única que fiz uma tatuagem em homenagem, porém o que eu fiz simboliza mais além do que a Legião e sim meu gosto por música. Então resolvi que a partir de hoje vou postar algumas coisas relacionadas ao Rock, só na quinta-feira que não vai poesia relacionada a esse tema, mas vai ter poesia sobre uma coisa que não vou revelar agora. Fiquem agora com uma música da Joan Jett.


10 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 11 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER




Jenniffer esta deitada em sua cama completamente nua, uma mão acaricia os seios e a outra esta acariciando levemente a vagina, ela esta se tocando pensando em Tomás, ela já tinha se declarado a ele, mesmo ele estando desmaiado, enquanto isso ele esta conversando com os pais dele sobre ele e Jenniffer irem até o hospital da cidade vizinha, ela já tinha as autorizações dos pais, ela continua se masturbando, porém não tem pressa de gozar, ela quer chegar no clímax e explodir em um avassalador orgasmo, depois de quase chorar Tomás consegue que seus pais autorizem a viagem e a entrada no hospital, foi quando ele abriu um sorriso de orelha a orelha que ela começou a se contorcer e a gozar, ela gozava loucamente e dizia em voz baixa várias vezes o nome dele, ela gozou tanto que parecia que ela tinha urinado no colchão, ela estava bem satisfeita porém gostaria mesmo que ele a penetrasse e a fizesse ter um orgasmo similar ou mais poderoso que esse, ele agora vai até a padaria do Seu Paulo perguntar se ele concedia um dia para os dois funcionários, Seu Paulo pensou por alguns segundos, concedeu meio que contrariado, porém sabia que esse jovem casal iriam realmente só ir no hospital e que não iriam fazer nada demais. Após tudo isso acontecer as horas voaram e então os dois pombinhos agora já estão oficialmente declarados que se amam e já estão aguardando a vez de adentrarem a sala do doutor Castilho, para passarem o tempo os dois começam a brincar de falar palavras começadas com uma letra sorteada ao colocarem dedos e contarem, quem erra ou demora para responder tem que pagar um castigo.

O amor nasce do ódio? Ou o ódio nasce do amor? Só posso dizer que o amor faz bem para todos. A imagem é meramente ilustrativa e não é feita por mim.

9 de julho de 2015

VIRGEM DA TEZ ALVA



Oh virgem da tez alva e do belo lábio rubro
Seu corpo pueril está ficando lindo de se admirar
Os olhos verdes flertam o horizonte pensando no futuro
Tímido e encantador é o seu sorriso
A sua beleza deixa qualquer um fascinado
Sua delicadeza de menina-mulher ninguém tem igual

Um belo nome você possui que será difícil de esquecer
Você nasceu no dia da primavera parecendo uma flor
Quando você fala sua voz soa igual música nos meus ouvidos
Preciosa dama que amo sem temer o futuro
Sei que posso mostrar meu romantismo de várias formas
Mas umas das que prefiro é escrever poesias

Ensinei você admirar minha loucura
O amor que sinto por você não é lacônico
E com toda a certeza que não é platônico
Amor doente que o seu beijo é a cura
Impossível é se contentar sem só te flertar
Pois eu te amo quero sempre tocar esse corpo pueril

Pequenos sonhos se transformam em grandes realizações
Com você quero dividir minhas tristezas e alegrias
Eu nessa poesia transcrevo meus sentimentos amorosos
Tenho o seu amor até quando o grande mestre determinar
Vou sempre tentar fazer você feliz quando você estiver triste
Quero sempre beijar seus lábios rubros que não vou me cansar

Não canso de admirar seus cabelos negros ao vento
Seu corpo sensual caminhando na minha direção
Seios tesos que me fascinam quando você está desnuda
Seu sexo me deixa boquiaberto de vontade
Mil desculpas se minhas palavras estão sendo ousadas
Pois tudo que descrevo é o que eu vejo e sinto por você

Amor complicado amor quando irei te entender?
Essa é minha indagação para saber te fazer feliz
Pois quero fazer todo o AMOR que sinto valer a pena
Eu te amo até o último dia que o grande mestre determina
Quando puder mandarei flores pra você construir um jardim
Mas a mais bela flor desse jardim é você

Beijos ardentes que trocamos sem cessar
Olhamos o pôr-do-sol na paisagem de montanhas
Os nossos corpos desnudos unidos nesse gramado
Seu perfume natural de mulher é tão doce
Inertes por vários minutos sem preocupação
Deleite de poesias e flores mostrando o meu amor

Sei que posso fazer mais isso pra você
Inquieto quando te amo não consigo ficar
Desejo você sempre ao meu lado
Breve amor não e sim até o último dia
O nosso grande mestre juntou e somente ele separará
O que eu falei parece de casamento, mas não é...

Quando estamos amando perdemos ou aprimoramos nossos sentidos
A visão perde quando estamos se beijando
O paladar fica apurado e deliciosamente doce
A audição se perde pouco fazendo nós escutarmos quem quisermos
O olfato fica ótimo fazendo sentirmos todos os perfumes
Já o tato não precisa comentar que ele fica apurado tocando o parceiro

Minhas fases podem te completar
Sou crescente quando te quero por perto
Sou minguante quando estou triste
Sou nova quando quero tão feliz
Sou cheia quando quero te dar meu amor
Mil amantes adoram se inspirar na minha beleza

Porque será que o amor nos faz ficar besta?
A paixão aparece não avisar quando chega ou quando parte
Sentimento que deleita qualquer um quando menos espera
Não temeremos viver sozinho quando estamos juntos
Respostas diversas pra perguntas estranhas do sentimento
EU TE AMO minha garota da minha poesia simplória

Essa poesia é inspirada em todo meu sentimento
Quero dizer que não omiti nenhum
Servirei o meu amor sempre que possível
Poesia e flores para a minha garota feliz
Amar não é pecado, mas pecado é não amar...
Então não vamos cometer este pecado

Fiz essa poesia pensando em você
Senti a vontade de te homenagear
Agora você será a minha eterna musa
Seu sorriso não vai sair da minha mente
O olhar penetrante de amor que não vai terminar

Quero sentir o doce mel dos seus lábios

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para nenhuma garota específica, mas eu somente criei por vontade de escrever sem tem endereço correto, eu estava criativo na época que criei essa poesia.

8 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 10 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Jenniffer e Tomás estão fazendo a conferência do estoque da padaria quando de repente ele desmaia, ela fica desesperada e não sabe o que fazer, pois eles são os únicos no local, Seu Paulo não está, ela está um misto de dúvida se corre procura ajuda ou se fica ao lado dele. Enquanto isso na casa do General Getúlio parece estar tudo mais calmo, Elenice não quer mais vingança, mas só quer que os assediadores não façam mais isso com ela e nem com outra mulher, ela esta conversando com a sua irmã Bruna sobre assuntos femininos, voltando para Jenniffer e Tomás, depois de alguns instantes ele se levanta e não se lembra de ter desmaiado, para a sua sorte ela ficou do lado dele, porém a deixou preocupada, os dois então resolvem ir até o médico, lá eles recebem uma avaliação preliminar, porém eles precisam ir até a cidade Santa Tereza de Sião para ver melhor e receberem um diagnóstico melhor e mais preciso, como os dois são menores de idade, precisam que os pais os acompanhem ou até mesmo façam uma autorização para que eles passem no hospital.

Mais um capítulo curto, mas porém sem tocar nos personagens que descansam, eles já vão voltar, só falta pouco, Jenniffer mesmo com Tomás desmaiado deixou escapar que ela o amava e queria que ele não morresse, não contei isso antes, porque veio essa ideia agora que comecei a finalizar. A imagem é do filme Meu Primeiro Amor, mas quis utilizar para ilustrar esse capítulo por achar interessante.

7 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 9 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


Jandira é uma beata que vive na cola do Padre Jorge, ela é chamada pelas más línguas de mulher do padre, ela não sabe desse apelido maldoso, como ninguém tem coragem de dizer na cara dela, ficam só rindo disfarçadamente quando ela passa. Monalisa é a professora da única escola da cidade, porém seus alunos são crianças de 8 anos, mas infelizmente a cidade só possui 4 crianças nessa idade, ela é uma ruiva natural que nem parece ter nascido na cidade, ela tem a pele branca e é realmente linda, faz todos os homens quebrarem os pescoços para olhar nada discretos quando ela passa, Jenniffer é uma garota de 16 anos que ajuda o Seu Paulo na padaria, ela adora se exibir como a melhor vendedora só para provocar a ira do jovem Tomás que trabalha junto com ela, os dois gostam de competirem, mas no fundo eles são apaixonados um pelo outro. Ora que capítulo besta que criei, pois é caro leitor eu só quis fazer que esse dia fosse mais um sem tocar nos personagens que estão repousando.

Personagens que podem ou não entrar na história novamente, tudo depende deles mesmos. A imagem é meramente ilustrativa, não encontrei nada melhor.

6 de julho de 2015

OS AMORES DA MINHA PUTA VIRGEM - 8 DE JANEIRO DE UM ANO QUALQUER


- JAMAIS! Gritou o excelentíssimo prefeito Aristeu Marcatto da pequena cidade Aimoré do Sul* que estava sendo interrogado por participar de um esquema de corrupção, a audiência ocorria no Tribunal da Capital, pois já estava quase se tornando em âmbito nacional o conhecimento desse esquema corrupto do prefeito. Enquanto isso na cidade está tudo parado como de costume, o General Getúlio estava conversando com a sua esposa quando foi interrompidos pela entrada aterrorizada da filha, ela estava aos berros, ela gritava palavrões sem parar, ela tinha acabado de ser assediada por um grupo de homens parvos e sacripantas. Para não ficar sem falar da nossa personagem quero dizer que ela esta bem e que hoje ela não participará da história, pois ela quer ficar um pouco distante, curtindo o namoro com Jeremias, quem sabe ela volta daqui há uns dias, prometo que ela volta e por falar de Jeremias, ele e Karolina também não vão comparecer, agora vocês devem estar querendo saber por que estou fazendo isso, já vou explicar, a cidade é pequena e então preciso falar um pouco das outras pessoas que moram nela e deixar que esses personagens que já foram apresentados descansarem um pouco, pronto agora voltem a ler.
Dona Odette esta na cozinha fazendo uma bela macarronada bem caprichada, pois ela queria agradar Marcela que estava de volta após algum tempo longe de casa, Marcela por sua vez estava no seu quarto procurando um vestido, pois ela queria começar a mostrar as belas pernas sem mostrar muito. Elenice ainda estava nervosa e queria matar o primeiro homem que aparecesse na sua frente, sua mãe tentava acalmá-la, enquanto seu pai continuava na sala lendo o jornal. Alguns garotos estão no campinho de areia jogando futebol e outros paquerando as meninas que ali estavam. As horas passaram e anoiteceu, com isso Marcela resolve ir até a sorveteria, pois a noite estava muito quente, ela vestiu um vestido preto que deixou o seu corpo bem marcado e deixando ela muito linda, ela resolve ir sozinha, pois ela não queria companhia de ninguém, chegando lá ela escolhe os sabores do sorvete e se senta numa mesa e fica lá sozinha saboreando com calma o sorvete, nisso chega Bruna se aproxima e começa a elogiar as pernas de Marcela, que agradece envergonhada, então as duas ficam conversando como nunca fizeram. Infelizmente Marcela está um pouco sem sorte, pois Bruna não é mulher de nascença, ela se transformou em mulher depois de um tempo.

*Aimoré do Sul é uma cidade fictícia e essa é a cidade que se passa a nossa história.

Bruna vai se apaixonar por Marcela e vice-versa? Será que Dona Odette vai saber o que realmente aconteceu com Marcela para que esse retorno fosse sem avisar? Estas respostas vão ser respondidas em breve.

3 de julho de 2015

03 DE JULHO - DIA DE SÃO TOMÉ


Eu não sou devoto de nenhum santo específico, mas tenho apreço (não sei se posso usar essa expressão) por São Tomé, eu desde que conheci este Santo por ele ser conhecido por duvidar da ressurreição de Cristo, eu achei interessante, pois ele ser um dos 12 apóstolos a duvidarem desse feito de Cristo. Eu sou Católico porém não praticante e então achei interessante a Igreja reconhecer que teve alguém que duvidava da ressurreição de Cristo, então sinto que somos livres para duvidar de coisas que nem sempre ocorreram, só que não podemos esquecer que precisamos ver para crer, como o São Tomé fez tocando nas chagas das mãos de Cristo. Eu até pouco tempo atrás não sabia o dia desse Santo, porém foi eu ver as curiosidades no site Guia dos Curiosos e ai vi que é dia do Santo que até então tinha apreço sem saber o dia que se comemora o seu dia, agora eu sei e compartilho com vocês. Esse post não é pra provocar ninguém e nem falar mal da Igreja, se estou cometendo alguma coisa errada com esse post me avisem que eu retiro. A imagem que ilustra este post é do pintor Caravaggio

2 de julho de 2015

QUERIDA DOCE PRINCESA IMACULADA FORMOSA E GRACIOSA


Oh minha imaculada Anabela por aonde andaste?
Diga-me com sinceridade por que de mim se afastaste?
Seu sorriso que me fascinava sumiu de repente
O olhar angelical que brilhava de tanto amor
Farei agora de tudo para você não ter mais temor
Vou sempre mostrar o que o meu coração sente

Oh minha doce Anabela aceite de volta esse poeta apaixonado
Deixe-me viver agora e sempre ao seu lado
Serei grato se eu puder beijar sempre esses lábios formosos
Ontem, hoje e amanhã quero te ver comigo na cama
Farei café da manhã e te transformarei em uma dama
Vai experimentar os meus pães caseiros mais gostosos

Oh minha princesa Anabela diga que posso fazer por você
Dias após dias poderá pedir o que quiser que estarei à mercê
Seja pra mim te massagear os pés ou fazer um belo ato sexual
Os seus pedidos serão possivelmente atendidos com todo deleite
Farei de tudo que você novamente me aceite
Vamos dançar uma valsa francesa hoje na peça teatral

Oh minha formosa Anabela me parece que estás grávida
Dentro desse ventre temos uma nova vida
Será menino ou menina essa doce criança?
O meu contentamento será comemorado com muito vinho
Farei um berço de madeira para ninar meu filho
Vou aguardar a chegada desse bebê com muita esperança

Oh minha querida Anabela não fique triste nosso filho nasceu morto
Detesto admitir que queria que você tivesse feito um aborto
Sei que essa tristeza que estamos passando é difícil de tragar
O dia foi sombrio deste do início ao fim
Farei o que pra não te ver triste assim
Vamos continuar nossas vidas inertes sem parar

Oh minha graciosa Anabela vamos viver sem nenhuma preocupação
Deixe os problemas de lado e fazer tudo uma comemoração
Sejas assim como uma eterna criança feliz
O vento gélido refresca o nosso pensamento
Farei esse pequeno deleite ser como um grande momento
Veja o maravilhoso desenho na rua pra você eu fiz

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para nenhuma Anabela específica, foi só um nome que veio na cabeça quando estava escrevendo a poesia. A imagem é meramente ilustrativa.

1 de julho de 2015

ARTE DO ABSURDO #01

Esse post será uma tag recorrente, aonde eu irei postar imagens ou vídeos que eu encontrar sobre ABSURDO, espero que seja interessante para vocês como é para mim e façam refletir. Agora fiquem com essa estreia.