26 de novembro de 2015

ANJO DISFARÇADO NA TERRA



Um rosto angelical que apareceu na minha frente
Deixou-me feliz que com carinho ficará na minha mente
Foi compreensível com os meus sentimentos
Respeitou e ouviu o que eu precisava desabafar
Ensinou-me a sempre que preciso por ele procurar
Ele parece estar disponível para quaisquer momentos

Quando eu estiver triste o quero do meu lado
Mas se eu estiver alegre que me faça sorrir mesmo calado
Encantou-me com seu jeito simples e corpo franzino
Sua força não estava nas mãos e sim na cabeça
Às vezes me pergunto se essa amizade eu mesma mereça
O Anjo Caído presente no corpo desse menino

De noite fico pensando nele até adormecer
Não quero dele rapidamente esquecer
Será que ele é um deleite prazeroso pra mim?
Farei de tudo pra sempre ver ele aqui em casa
Estranho é que esse anjo não possui asa
Meu amor por ele é incondicional não tem fim

Ele tem um jeito todo seu de ser carinhoso
Na minha modéstia opinião eu acho ele maravilhoso
A paciência dele é muito diferente que conheço
Quem quiser pode procurar ele pra ser feliz
Mas não fique triste para não deixar ele infeliz
Um nobre coração sempre será dele o endereço

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para mostrar o meu lado Anjo, um Anjo Caído. Fiz pensando como uma mulher me viria de anjo. A imagem é meramente ilustrativa, pois não tenho nenhuma foto minha vestido de Anjo Caído.

2 comentários:

  1. Anjo caído é?!...Hmmmmm
    Linda poesia Arthur!!!
    Beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa poesia é espetacularmente maravilhosa!!!!
    Eu tenho um "Anjo Caído" desse na minha vida...Um ser daqueles que vc sabe que é especial, que não é daqui rsrsrs.
    Interessante saber como acha que uma mulher veria esse seu lado Anjo...bjs AC

    ResponderExcluir