30 de julho de 2015

TUDO QUE JÁ VI E SENTI



O tempo nos ensina ver vários sentimentos
Vemos o amor nascer num pequeno gesto de carinho
Também vemos a dor em diversos lamentos
O ódio aparece sempre no nosso caminho
A compaixão não pode ter sofrimentos
Mesmo tristes não podemos se isolar no cantinho
Os amigos sinceros sempre estarão de braços abertos
Sempre terão os conselhos acolhedores e certos

O tempo é o senhor de toda a verdade
Amar um amigo não tem valor que pague a separação
Sofrer junto com o amigo é ter solidariedade
Guardar rancor de um inimigo pode destruir o coração
Sentir dó é um bom começo de uma amizade
A tristeza acolhida nos ombros é uma boa ação
Amigos unidos sempre existirá confiança
Compartilhando tudo sem perder a esperança

Tudo pode acontecer no tempo presente ou aconteceu no passado
O amor aconteceu, acontece e acontecerá nas nossas vidas
Podemos sofrer por termos se apaixonado
Odiamos por deixar as oportunidades serem perdidas
Compaixão é uma desculpa para termos se aproximado
As tristes lágrimas no ombro amigo são absorvidas
Copiando a música “Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito”
Para um Amigo são poucas opiniões que dizemos “não aceito”

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para eu me aconselhar, porém serve para aconselhar qualquer outra pessoa. A foto ilustra um velho aconselhando um garoto e é sim que eu me vi quando escrevi essa poesia.

2 comentários:

  1. Linda seu poema de amizade, e traduz bem muito do que eu também, penso e sinto sobre meus amigos!!!
    E tu é um deles Arthur!!!
    Bjus

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir