23 de julho de 2015

O MUNDO


O mundo é imundo
Um idiota quer aniquilar o mundo
Será que vamos viver num poço profundo?
Fazer guerra para obter paz?
Para limpar esse planeta o que se faz?
Não quero ler tão cedo à palavra “Jaz”
Quero aniquilar esse suíno capitalista
Odeio esse jeito dele ser nazista
Se eu matar ele não vou deixar pista
O mundo morreu
Um idiota a guerra venceu
Será que o nosso batalhão se rendeu?
Fazer novos protestos contra esse burguês
Para impor o nosso maravilhoso português
Não quero mais aprender esse ridículo inglês
Quero dançar sobre a sepultura do ignorante
Odeio confessa que amo o tal refrigerante
Se eu escrevo e protesto minha ira não sou um infante

Arthur Claro

Essa poesia foi criada demonstrando um pouco de amor que não sinto pelos EUA e o ex-presidente George W. Bush que estava no poder quando criei essa poesia.

Um comentário:

  1. Gostei, muito bom...

    Bjos

    http://chuvadecamelias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir