28 de agosto de 2014

PEDIDO A UMA ESTRELA CADENTE


Estou aqui esperando meu amor voltar
Pois ele foi navegando solitário pelo mar
A bela praia vai se escurecendo com a chegada da noite
Noite essa que parece ser daquelas sem fim
Fogueira e violão fazem minha solitária festa
Se você estivesse aqui seria uma orquestra
Fico olhando para as estrelas nessa noite eterna
Você para mim era a Estrela Pérola
Sua voz doce me faz sonhar com o que não existe mais
Uma estrela cadente passou e eu fiz um pedido
Pedi que você voltasse nem que fosse para sermos só amigo
Então espero ansioso os dias passarem para virar realidade
Pois você já sabe que eu te amo de verdade
Absolutamente não sei por que você sumiu
Pois não te fiz nada a não ser te amar mais que minha própria vida
A brisa beija minha face molhada de lágrimas sinceras
E quando olho para o mar vejo você ali parada nas águas
Corro de encontro e você feliz com um sorriso contagiante
Versos românticos de uma história que não podia ter uma interrupção

Arthur Claro

Essa poesia foi criada descrevendo um pedido a estrela cadente, porém também foi escrita por eu e mais uma outra pessoa que hoje em dia não tenho mais contato com ela.

26 de agosto de 2014

MEU NOVO MUNDO - CHARLIE BROWN JR.

Algumas músicas virão eternas nas nossas cabeças, porém a música "Meu Novo Mundo" do Charlie Brown Jr. para mim se tornou eterna pois escutei com "exclusividade" quando o Chorão foi na rádio 89 FM A Rádio Rock com o filho dele divulgar a música e falar um pouco do CD e dos projetos que eles estavam criando, isso tudo ocorreu exatamente uma semana antes de Chorão ser encontrado morto em seu apartamento. Voltando para a música, sinto que ele escreveu querendo dizer que iria para o "Novo Mundo", ela é emocionante por si só, mas depois do que aconteceu com o que eu tive a experiência de antes de acontecer um fato, toda vez que escuto ela, vem a lembrança do dia que ouvi ele falar sobre a música. Deixo agora aqui a música para vocês ouvirem.


Dedico essa música para todos que gostam de Charlie Brown Jr. e todas as pessoas que gostam de outras pessoas.

21 de agosto de 2014

AMANTES DE UMA VIDA SINCERA


Amores imperfeitos por motivos idiotas de acreditar
Amores esses que só vem para nos machucar
Espancado o coração que começa a chorar
Ele sofre por não ter com quem contar
Sempre te amando e nunca conseguindo te odiar
Pois você entrou de um jeito que não dá para apagar
Só apagará quando alguém calar esse pobre coração
Junto de você quero sempre estar
Você é quem sempre amei e sempre irei amar
Mesmo você me fazendo chorar
Você para mim vale mais que uma pequena dor
Já tive várias decepções nessa valiosa vida
Mas é bom lembrar às vezes do seu amor
Saber que você sente o mesmo que eu
Um beijo para você minha amante de uma vida sincera

Arthur Claro

Essa poesia foi criada descrevendo os sentimentos de um casal de amantes, porém foi escrita por eu e mais uma outra pessoa que hoje em dia não tenho mais contato com ela.

19 de agosto de 2014

NILDINHO

Venho aqui apresentar um personagem que eu criei para o projeto de livro (já dito no post da poesia AGATHA E CINTHIA) e então vai algumas características dele.
Ele é um sujeito com uma idade avançada, porém não sei dar uma idade exata, ele usa roupas brancas, tem uma bengala, tem uma inteligência fora do comum, porém nunca frequentou uma escola, aprendeu tudo com a vivência nesse mundo, ele é um morador ilustre da cidadezinha Hinalda Rabeco Feijó* e para finalizar quero dizer que ele não é real e eu criei ele para me alegrar. Espero que você gostem dele e quem sabe criarei contos com ele, segue abaixo um desenho que eu criei para ilustrar ele, me digam com sinceridade o que vocês acharam da descrição dele, do desenho que fiz e também se vocês querem que eu crie contos envolvendo ele.


Hinalda Rabeco Feijó* - É uma cidadezinha interiorana de criação minha, até aonde eu sei não existe nenhuma cidade brasileira ou mundial com esse nome.

14 de agosto de 2014

A ESTRELA


Primeiro dia de fevereiro e o céu estrelado
Mas uma única estrela que não canso de flertar
Olhos fixos no brilho apaixonante desse astro
Nunca pensei que iria me apaixonar por uma estrela
Como sempre tudo tem a sua primeira vez
Tentarei não esquecer essa dádiva que me atraiu
Eu queria tanto fazer o impossível para ter ela
Juntamente nesse momento que será só uma lembrança
A minha mente vai ter que guarda para sempre
Sentimento misturado com sofrimento estou sentindo agora
Um nome lindo essa estrela merece ter para compensar a sua beleza
Doido e alucinado fico quando flerto com essa maravilha
Breve eu vi e espero que demore a desaparecer
Formidável é ter essa nova sensação nunca sentida
Grandiosa teria que ser a escada que armaria para raptar a criação divina
Hipólita serás o nome dessa estrela esplendorosa
Lua não consegui encontrar nesse límpido céu
Imóvel essa estrela brilha quando é observada por mim
Risadas aconteceram quando essa poesia for lida
Quero satisfazer os namorados declamando para suas respectivas namoradas
Vitoriosos são aqueles que observaram esse céu juntamente comigo
Zelarei esse astro divino que encontrei sem querer
Xingar será idiota por minha parte quando ver novamente a estrela “Hipólita”

Arthur Claro

Essa poesia foi criada na noite do dia primeiro de fevereiro que estava sem sono e então pela janela e vi uma bela estrela que me fez ter vontade de escrever uma poesia sobre ela.

12 de agosto de 2014

AO CARLÃO E AO ROBIN WILLIAMS



A morte é a única certeza que temos nessa vida, mas é um momento que não agrada saber quando ela chega, ontem no meio da tarde recebi a notícia de um cara que tive o prazer de trabalhar no mesmo lugar que ele quando fiz estágio numa imobiliária e a noite vi a notícia da morte de um dos comediantes que eu adoro e me inspiro para fazer minhas brincadeiras, que é o ator Robin Williams, esses dois seres humanos eram engraçado ao meu ver, mas como não podemos barrar a Senhora Dona Persona (referência de Raul Seixas) temos que aceitar que chegou o momento, espero que eles alegrem mais o céu como alegraram quem estava ao redor deles. Agora vou elencar sem escala de gosto mais ou menos dos filmes que o Robin Williams fez.

- BOM DIA, VIETNÃ
- HOOK, A VOLTA DO CAPITÃO GANCHO
- UMA BABÁ QUASE PERFEITA
- JUMANJI 
- A GAIOLA DAS LOUCAS
- FLUBBER
- PATCH ADAMS
- O HOMEM BICENTENÁRIO
- JACK

Todos esses filmes são bons e valem assistir e re-assistir sem parar. Os filmes Patch Adams me fez ter vontade de ser médico ou um "doutor da alegria" e Jumanji me deu vontade de jogar o jogo. Espero que os dois grandes homens que se foram, continuem sendo uma lembrança boa na vida de seus familiares e amigos.

7 de agosto de 2014

A ÚLTIMA PALAVRA É...


Eu estava na rua andando distraído
O vento sopra violentamente no meu rosto
Fazendo que eu veja um velho mendigo caído
Isso me deu um aperto no coração e um desgosto
Depois dessa visão lembrei que estou no Brasil
Aqui não é ruim, mas tem muita discriminação
Com assaltante fazendo assaltos com fuzil
E esse velho mendigo é tratado como um cão
Ele vive pedindo o amor das pessoas e não o dinheiro
Com a nossa ajuda o faz ficar radiante
Assim ele se transforma em nosso companheiro
Volto andar com o pensamento viajante
Músicas, poesias e culturas estrangeiras
Brasileiros perdendo o seu orgulho nacional
Minhas idéias não são passageiras
Não quero ser tratado como um pobre animal
Falo para todos ouvirem, mas não sou levado a sério
Garotas estupradas em plena luz do dia
Não quero ver esse mendigo enterrado como um indigente no cemitério
Ele é um ser humano comum, só que na rua vivia
Agora vou gritar para o mundo inteiro ouvir
Como posso ser censurado a última palavra é...

Arthur Claro

Essa poesia foi criada para mostrar um pouco de notícias que aconteceram, acontecem e irão acontecer, ela tem uma pitada de mostrar a censura que houve há tempo atrás e ainda acontece, eu deixei a última palavra para o leitor dizer, essa palavra é particular de cada um, aonde não existe a palavra certa, cada um diz a última palavra, já que eu não posso, você (leitor) pode, então me diz.

5 de agosto de 2014

EM UMA SOCIEDADE LOUCA, QUEM É NORMAL?


Se um dia você se sentir fora do contexto social, saiba que você sempre estará em um contexto além da compreensão, não existe certo ou errado, porém tudo é relativo, posso estar sendo louco em postar essa imagem seguida desse texto, porém posso estar sendo normal em postar uma imagem com um texto filosófico. Eu coloquei o nome do post "Em uma sociedade louca, quem é normal?" pois quero saber se alguém se arrisca a dizer o que pensa sobre a pergunta, a imagem e esse texto, me dê a sua resposta, justificando ela.